Blog do Enio

Track&Field Run Series Market Place – 25/02/2018

No dia 25 de fevereiro aconteceu a Track&Field Run Series Market Place, em São Paulo. Aproveitei que estava em São Paulo e ia bater com a data da corrida, fiz a inscrição e teria mais 10 km para tentar o sub 50. Seria um bom teste também para ver como estava o ritmo de prova. Apesar da canelite ter incomodado um pouco, já estava bem melhor e precisava ver na prática, fazendo força por mais tempo, como seria a reação do corpo.

O circuito da Track&Field é muito bom. A praticidade que nós temos de deixar o carro no estacionamento do shopping e utilizar a estrutura e banheiros ajuda muito. Como o nome diz, desta vez o local de concentração foi no Shopping Market Place, do ladinho da Marginal Pinheiros, perto da Ponte Estaiada.

Os percursos disponíveis eram de 5 km, 10 km e 21 km. Pensei em ir nos 5 km para tentar fazer um tempo bom, já que ia correr só na Marginal. Como tenho a Meia de Santiago, a treinadora achou melhor fazer os 10 km. Pensando bem, era a melhor escolha. O problema dos 10 km é que passaria algumas vezes pela Ponte Estaiada. Tendo a subida da ponte no meio do caminho, já sabia que seria mais complicado o sub 50.

Fiz minha inscrição no 3º lote e paguei R$ 109,00. Já no começo de fevereiro as inscrições estavam encerradas. O interessante é que o valor estava mais barato. O 1º lote estava a R$ 69,30. No 2º lote, passou para R$ 99,00, ainda um preço razoável. O 3º lote saiu a R$ 109,00, que foi o que eu paguei e o 4º e o último lote saiu por R$ 119,00. Este ano, o circuito Track&Field está com preço da inscrição de algumas etapas mais acessível. A do Market Place foi uma dessas etapas.

A largada foi bem cedo. Às 6 da manhã para os 21 km e às 6h30 para os 5 e 10 km. Tivemos que acordar de madrugada. Tinha todo o trajeto até o shopping. Uma das coisas boas da Track&Field, como falei antes, é o estacionamento do shopping para os atletas que participariam da corrida. Mesmo com o estacionamento, fizemos o planejamento para chegar antes e pegar vaga. Até pela largada ser às 6h, teríamos que chegar cedo.

A retirada de kit, como de costume nas provas do circuito, foi feita na loja da Track&Field no Market Place. Era nos 4 dias anteriores à corrida. Fomos no sábado e não enfrentamos fila. Foi bem tranquilo. O kit era bem simples, com camiseta, número de peito com chip, sacola e panfletos de desconto. Não teve meia. Talvez por isso o valor da inscrição tenha sido menor.

No dia da corrida, chegamos, estacionamos e fomos alinhar para largada. O objetivo era correr sub 50, mas havia a Ponte Estaiada no meio do caminho. A largada já pegava a Ponte no começo. Aproveitei que era início, estava mais descansado e tentei manter um ritmo de sub 50. Até o km 6 estava no ritmo abaixo, mas muito no limite. No 7º km já perdi alguns segundos e no km 8 ainda tinha chance.

Tinha mais uma subida antes da chegada e o cansaço já vinha aparecendo. Junto com isso, percebia que o esforço para fazer o sub 50 seria maior do que o feito até o momento. Relaxei no ritmo e só pensei em terminar com tempo abaixo do Troféu Cidade de São Paulo. No tempo líquido, terminei com 51:34, abaixo dos 52:56 da corrida anterior. O sub 50 ficou para outra corrida, mas pelo menos melhorei o tempo dos 10 km no ano.

(Visited 1 times, 1 visits today)
Enio Augusto
Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.
https://porfalaremcorrida.com/blogdoenio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *