Peripécias do tempo

O treino de ontem seria realizado como de costume, logo cedo, às 5h30. Acontece, porém, que quando acordei estava chovendo. Aí, desanimei. Ainda meio cansado dos dois treinos seguidos do fim de semana, não consegui encontrar vontade para correr na chuva.

A chuva parecia ser daquelas que iriam persistir durante o dia, mas não foi bem assim. Logo em seguida que saí de casa já tinha parado e o céu começou a limpar. O tempo me enganou! Se continuasse chovendo o dia todo ia ter uma justificativa razoável para não ter corrido.

Sem chuva, não tive muita escolha. Sem chuva, nublado, agradável até para correr, lá fui eu fazer o treino à tarde. Pouco depois das 16h saí de casa. Com relação ao clima, estava tudo dentro de uma normalidade para correr. O problema foi ser à tarde.

Almocei às 14 horas e ainda não estava me sentindo tão à vontade. Quando não treino de manhã já dá diferença, mas acho que não tanta quanto correr com estômago meio cheio. Precisaria de mais algumas horas para me sentir melhor.

Cada um é cada um, mas não consigo entender as pessoas que precisam comer antes de correr, ainda mais comer meia hora antes. Comi mais de 2 horas antes e estava todo estranho. De qualquer forma, fui e fiz o treino. Não foi nada muito bom, mas foi melhor do que nada.

O aprendizado que fica de ontem é que talvez seja melhor correr na chuva, desde que não seja aquelas temporais com raios e trovões. Se vai molhar de suor, por que não molhar de chuva, né? Deixa uma toalha na entrada de casa e resolve uma parte do problema. Amanhã parece que vai chover. Se estiver chovendo, vamos ver se venço a preguiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *