Geral

O longão da pizza e o fim de semana

Saiu o longão mais longo do ano. A cada sábado, a distância e o tempo percorridos aumentam. Começou com 40 minutos, foi para 45, 50, 55 e a lógica indicava que o próximo longo seria de 1 hora. Foi quase isso. Na verdade, o treino longo teve 1h05 e saiu da melhor forma possível para o momento.

Estava tudo mais ou menos certo e programado. Fiz um treino bem leve na sexta pensando em correr em ritmo mais rápido e por mais tempo no sábado. Só que nem tudo sai como planejado. No fim da tarde, surge a oportunidade de ir em uma pizzaria comemorar o aniversário de uma amiga que corre. Pizza faz mal, mas é bom e não se rejeita.

Lá fui eu com outros amigos comer pizza. E comi! Muito. A pizza era muito boa, a despeito do local não fornecer a senha do wi-fi. Este acontecimento pode me fazer não querer mais ir lá. Foram várias fatias de pizza salgada e mais algumas de pizza doce. Foi no limite de quase passar mal. Certamente foi aquele último copo de água.

Terminei a sexta estufado, cheio e pesado. Para ter ideia, saí de casa com 76,9 kg e voltei com 79,6. Coisa mais linda do mundo. No sábado, acordei e, logicamente, fui ao banheiro. Já deu uma melhorada. Feito os procedimentos normais, fui correr. Um dos objetivos era fazer todas as parciais abaixo de 6 min/km.

Até saiu, mas foi sofrido. Corro sempre em jejum, mas no sábado parecia que eu tinha comido pizza no café da manhã. Acelerava, fazia força, mas o treino não rendia como no sábado passado. Apesar de manter um ritmo bom, a sensação de esforço era pior. O relógio mostrava um 5:30 de parcial, mas parecia 6:00.

De todo modo, até o km 9 o treino foi legal. Não era bem o ritmo desejado, mas era o possível. Variava entre 5:29 e 5:44. Pensando que iria correr pelo menos uma hora, estava de bom tamanho. No fim deste 9º km, encontrei o Samo correndo e seguimos juntos. Ele estava em um ritmo mais devagar e foi uma ótima oportunidade para eu diminuir a velocidade.

Mais dois quilômetros abaixo de 5:40 não sei se ia dar. Talvez desse, mas não precisei de muita coisa para sair do objetivo. Fizemos os 2 km seguintes em 5:54. Até por estar correndo com alguém, estendi um pouco o treino para fazer 1h05. Nesse tempo do treino consegui correr 11,37 km, média de 5:43 min/km. O fim do treino já indicava alguns movimentos intestinais. Não ia conseguir correr mais que isso.

Apesar da pizza, do peso a mais, foi um bom treino. Quem pretende correr 1h corre 1h05, né? Gostei do resultado e da reação do corpo. Decidi correr no domingo porque na segunda ia me dar folga e na terça começariam as férias. Acordei tarde no domingo, perdi a largada da Meia Maratona de São José e acabei deixando para ir no fim da tarde.

Desde que defini que correria à tarde, pensei em um treino simples na minha cabeça. Seriam quinze minutos de aquecimento e 5 km rápido, pelo menos abaixo de 25 minutos. Quanto menos, melhor. O clima estava bom e me ajudou um pouco. Já eu não me ajudei muito. Foi sofrido, tive que fazer muita força para quase não conseguir. Saiu 5 km em 24:56.

Fazia tempo que não corria forte por tantos minutos. Comparado com o ano passado, nem foi tão forte assim, mas no atual momento foi para quase morrer. Fiz o 1º km em 4:52, mas já bem cansado. O segundo ainda pegou um resquício de velocidade do primeiro, mas ficou em 5:02. O terceiro foi bem complicado para fazer 5:05.

Fazendo as contas, estava no limite. 3 km em 14:59. Não podia deixar escapar mais segundos, mas escapou. O 4º km saiu em 5:01 e foi uma luta para chegar nisso. Estava tudo empatado. Oito segundos ganhos e 8 segundos perdidos. 4 km em 20 minutos. No 5º e último não tinha alternativa, mas também não tinha mais muita força.

Fui mantendo uma constância entre 4:59 e 5:01 e, nos últimos 200 metros, tirei aquele último esforço que a gente diz que não tem, mas sempre tem. Saiu um 4:56. Foi uma tripla felicidade: foi a parcial mais rápida dos 5 km, consegui fazer abaixo de 25 minutos e não precisava mais correr. Daquele apito até chegar em casa, fui andando.

Estes 5 km foram bons para fazer uns testes e perceber que ainda estou longe do que gostaria. O lado bom é que se tiver uma prova de 5 km plana, sai um sub 25. Esta semana vai marcar o início dos treinos intervalados e preciso ver como vai ser a adaptação. Correr 5 km forte já deu uns efeitos colaterais no corpo, daqueles que não sentia desde o ano passado. De férias, vamos em frente.

(Visited 106 times, 1 visits today)

2 thoughts on “O longão da pizza e o fim de semana

  1. Adorei o post! Primeiro vc sabe que exagerou na pizza (pelo menos nao teve vinho) e que da proxima vez pegara mais leve. Mas nunca deixe de sair com amigos por causa disso! Eu acho que os prazeres na vida sao simples, e as vezes muito corredor ‘e arrogante, sem perceber (nunca foi seu caso). Mas quantos nao me puxam a orelha pelo pedaco de bolo, ou mesmo se fosse uma fatia de pizza ? (nao sou la muito fa de pizza, mas por exemplo).
    Mesmo assim, nao deixou de correr, fez treino bom, e esta evoluindo lindamente! Muito orgulhosa de ti Enio 🙂 De nos , pq eu tambem to evoluindo!!!!! Yessss!!!

    1. Tento ficar na maior parte do tempo dentro de uma alimentação que considero adequada, tipo 80%/85% do tempo.
      Quando como porcaria, geralmente exagero. Mais do que deveria. Sou muito consciente dos exageros. Tenho que melhorar isso. Não sei se vou pegar mais leve na próxima haha.

      Não deixo de fazer nada com relação à comida, só tento no dia a dia não comer sempre essas coisas. Claro, faço algumas adaptações. Por exemplo, nesse dia da pizza, só tomei água. Eu enfio o pé na jaca, mas não vai tanto. 😀

      Se me convidar para pizzaria ou festinha com docinhos, salgadinhos e bolo, com certeza eu vou haha. Se chamar para comer hambúrguer, vou também. Não sei se comeria o pão, mas é mais fácil comer bastante pizza e docinhos do que pão.

      Estou tentando evoluir. Posso deixar de comer algumas coisas, mas não de correr. 😀
      Somos o orgulho do mundo! Você está muito bem nos treinos. Vamos em frente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *