Geral

O despertador e a chuva

Na terça-feira, esqueci de programar o despertador para tocar às 4h30. Apesar de estar acostumado a acordar cedo e, mesmo nos fins de semana, não consegui dormir até muito tarde, acordar naturalmente às 4h30 ainda não acontece. Acordei sozinho, meio no susto, às 5h50. Perdi o treino da madrugada, mas não me atrasei para o trabalho.

Até cogitei correr no resto do dia, seja antes do almoço, à tarde ou à noite, mas não dá. Meu negócio é correr antes de começar o dia. Depois, não tenho vontade nenhuma. A única atitude que tomei foi programar o despertador para tocar todos os dias da semana às 4h30. Esse treino perdido foi até bom para descansar. Agora estou correndo por mais tempo e nem foi tão ruim.

Na quarta-feira deu tudo certo. Alarme programado. Despertador tocou e fui. Foi um treino bem bom, rendeu legal. Acho que agora as coisas estão entrando nos eixos. Quem ainda não se adaptou totalmente foram as panturrilhas, mas já está bem melhor do que naquele início claudicante lá em dezembro. Manter a constância ajuda.

Por fim, hoje, não treinei. Ontem começou a chover à tarde e a previsão era de chuva noite adentro e no dia seguinte também. Até deixei o despertador para às 4h30, mas já com a ideia de que se estivesse mesmo chovendo ia dormir mais um pouco e acordar só às 5h45 para ir trabalhar. Ele tocou e chovia. Não pensei duas vezes: voltei a dormir.

O treino com mais foco e objetivo na meia maratona vai começar na metade do mês, quando começarem minhas férias. Por enquanto, só não quero ficar dois dias seguidos sem correr. Corri ontem e chuva hoje? Continuei dormindo. Com isso, como ontem fui dormir às 21h, dormi mais de 8 horas. É muito bom quando durmo até não conseguir mais, que foi o caso de hoje. E ainda ganhei um dia de descanso.

Caso já tivesse começado a treinar sério, certamente teria saído para correr. Quando há um objetivo, precisa acontecer algo muito excepcional para não treinar. Chuva só molha. É correr e se secar depois e está tudo certo. Fora que o banho quente é sempre recompensador. Amanhã pretendo correr e sábado sai o longo de 55 minutos. E assim vamos rumo à Meia de Floripa.

(Visited 127 times, 1 visits today)
Enio Augusto
Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.
https://porfalaremcorrida.com/blogdoenio

10 thoughts on “O despertador e a chuva

  1. Bom dia Sr Enio Augusto rsrs.

    Corro a mais ou menos 3 anos e recentemente comprei um Asics Gel-Hyper Tri (Não, não sou triatleta rsrs… apenas achei um ótimo custo benefício no calçado) que chegou nesta última segunda-feira (29/02) e consegui correr na terça-feira. Consegui correr 6,72 km mas fiquei muito preocupado com a forte dor na panturrilha onde não lembrava desde a última vez que ocorreu tal dor. Oque você acha que poderia ser? Uma adaptação ao novo tênis, já que ele é baixo e muito leve, pois meus tênis anteriores eram sempre mais altos e pesados.

    Agradeço desde já sua atenção.

    1. Olá, Rodrigo.
      Esse tênis está na minha lista de “um dia quero comprar”. Só preciso ter dinheiro e ter 44. Justamente por ser leve.
      Não sou especialista de nada, mas acredito que você tenha a resposta para a pergunta. Quem só usa tênis alto e pesado vai sentir quando usar um mais leve e mais baixo. Eu gosto dos bem leves.
      A panturrilha vai sofrer porque isso interfere no seu modo de correr. Tem que fazer uma adaptação gradual, senão corre risco de machucar. Depois de um tempo, você acostuma com o tênis mais leve. Aí vai poder usar os dois tipos sem problemas. Talvez até venha a preferir os mais leves.
      Era isso. Valeu!

      1. Olá,

        Como assim na sua lista de “um dia quero comprar”? rsrs… Este tênis estava por R$ 249,90 dilmas na Netshoes e aproveita que neste exato momento está por R$ 212,42 dilmas #FicaaDica kkkk

        Abraço e obrigado pela resposta.

  2. OFF TOPIC

    Enio, acompanho o PFC ha um certo tempo. Salvo engano, é vc que é de Floripa?
    Se sim poderia, me dar umas dicas de locais pra treinar corrida aí?
    Sei da Beira Mar Norte/Sul, quando estive Correndo a Maratona de Santa Catarina, porem desconheço outros locais.
    Querendo , pode me retornar por e mail.
    Grato
    @marcoprimeiro

    1. Eu, o Guilherme e o Nilton somos de Floripa/São José.
      Aqui tem a Beira Mar Norte, que você já conhece da maratona.
      Tem também a Beira Mar Continental, que é no Estreito, mas não é muito grande (2,5 km). Se esticar mais 1 km chega no Parque de Coqueiros.
      O parque é bem legal, mas para correr é uma volta de 800 metros. Saindo dali, dá para usar a Via Gastronômica de Coqueiros.
      Nos domingos, uma das pistas é fechada e dá para correr ou andar de bicicleta ali.
      Tem também a Beira Mar de São José, que tem uns 6 km de ida e volta.
      Ainda tem outros, mas esses são os lugares mais comuns e mais fáceis de chegar para quem é de fora.
      Também dá para ir nas praias correr, tanto do norte quanto do sul da ilha.
      De todos os lugares, acho que o que você conheceu (a Beira Mar Norte) é o mais chato e sem graça hehe.
      Abraço.

      1. Obrigado pelas dicas Enio.

        Bom saber que há várias opções na parte continental. Concordo com vc …realmente acho a Beira Mar Norte meio monótona.

        Sua resposta me será útil. Estou prestes a ir trabalhar em Floripa e pretendo morar num local +/- perto de locais para treinar.

        Abraços

        Marco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *