Blog do Enio

Melhor feito do que perfeito

Depois do desastre na Corrida da Ponte domingo, resolvi que preciso fazer treinos de qualidade. Comecei hoje. Inventei um treino na minha cabeça. Foi uma pirâmide. Aqueci 15 minutos e depois fiz intervalados variando a distância, aumentando progressivamente e depois diminuindo.

Comecei com 100 metros, com intervalo igual de 100 metros trotando. Depois, 200 metros com intervalo de 200 metros. Posteriormente, 300 metros com intervalo de 300 metros. Por fim, 400 metros, com descanso de 400 metros. Quando cheguei nos 400, comecei a diminuir novamente. Fiz 300, 200 e 100 metros.

No fim do treino, saíram 7 acelerações, todas elas com ritmo abaixo de 5 min/km, que era o objetivo principal. Como esperado, 100 e 200 metros foram mais rápidos, enquanto 300 metros foi mais lento e o de 400 metros o mais devagar de todos. Foi um treino relativamente curto, mas do qual gostei do resultado.

Como tenho um Garmin 10, os intervalos foram todos manuais. Então, as distâncias são todas aproximadas, mas aparentemente ficaram bem próximas do correto. Nesse caso, o ritmo é um bom balizador e neles o pior intervalado foi o de 400 metros, com ritmo de 4:58 min/km. Não foi lá essas coisas, mas é melhor ter feito do que ter só rodado.

Ainda estou pensando o que vou fazer nos próximos treinos. Talvez eu comece a dar um ou dois dias de descanso para investir em alguns treinos de velocidade. Estou precisando sair da zona de conforto. Aos poucos, acredito que consiga melhorar. Espero até março ter condições de correr 10 km abaixo de 50 minutos.

(Visited 27 times, 1 visits today)
Enio Augusto
Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.
https://porfalaremcorrida.com/blogdoenio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *