Geral

Maníaco, mas não louco

Fizemos o PFC 153 – Marathon Maniacs há algumas semanas e no decorrer do podcast me dei conta de que eu tinha os requisitos para entrar no nível mais simples do clube, o nível bronze, de uma estrela. Para contextualizar, são nove níveis diferentes.

Para entrar no nível mais básico, é necessário correr 2 maratonas em um período de 16 dias ou 3 maratonas em um período de 90 dias. O Rodrigo Lucchesi foi nosso convidado na edição justamente por ter feito duas maratonas dentro desse período de 16 dias. Fez a Maratona do Rio dia 29/05 e a Maratona de Porto Alegre dia 12/06.

Em 2012, aquele ano louco em que participei de 45 provas, corri 3 maratonas. Durante o podcast, percebi que essas 3 maratonas foram em um período inferior a 90 dias. Fiz a Maratona do Rio em 08/07, Maratona de Blumenau em 12/08 e Maratona de Santa Catarina em 30/09. Ou seja, 3 maratonas em 85 dias.

Com essas informações e dados coletados, fui atrás para ver como funcionava. Primeiro, havia aquela dúvida se o período já tinha prescrito depois de 4 anos. Descobri no e-mail de resposta do Marathon Maniacs que não importa quando foram feitas, desde que pudesse comprovar com os resultados as maratonas realizadas.

No podcast já havia manifestado que essa parte seria a mais difícil. Será que os resultados dessas 3 maratonas ainda existiriam na rede mundial? Em uma rápida busca na internet, consegui encontrar os resultados mais fácil do que imaginava.

Os resultados das 3 maratonas:

Maratona do Rio – 08/07/2012
http://www.webrun.com.br/home/conteudo/eventos/resultados/id/3695/resultado/5035

Maratona de Blumenau – 12/08/2012
http://www.chiptiming.com.br/resultados/maratonablumenau/2012

Maratona de Santa Catarina – 30/09/2012
http://latincrono.com.br

Enviei então um e-mail perguntando se maratonas feitas em 2012 poderiam ser utilizadas e como fazia para entrar no clube. Aí começaram os empecilhos. Havia duas opções: pagar 45 dólares para se tornar membro e 15 dólares anuais para renovar a permanência no clube no dia do meu aniversário de Marathon Maniac.

A outra opção seria pagar 150 dólares de uma vez, sendo 45 dólares para ser membro e mais 105 dólares que seria para a vida inteira. Por 150 dólares, pelo que entendi, seria membro do Marathon Maniacs pelo resto da vida. O que eu fiz? Deixei de lado. Não tenho mais de 450 reais para pagar de uma só vez e não vou pagar 15 dólares todo ano para continuar no Marathon Maniacs.

Fiquei satisfeito em ter descoberto que poderia estar no Marathon Maniacs. Não estou lá, mas sou. Então, não sou de fato, mas sou de direito, ou o contrário, não sei bem. Foi suficiente saber que essas 3 maratonas em menos de 90 dias me habilitariam para estar no clube. Posso ser ou ter sido maníaco, mas não sou louco para desperdiçar dinheiro assim.

(Visited 73 times, 1 visits today)
Enio Augusto
Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.
https://porfalaremcorrida.com/blogdoenio

5 thoughts on “Maníaco, mas não louco

  1. Aqui nos EUA, ser um “maniac” ‘e questao de orgulho. Correndo maratonas, vc encontrar alguns maniacos usando a camiseta, e quando um passa por outro, se cumprimentam sem se conhecer. O grupo do facebook ‘e aberto para qualquer um, maniaco, ou nao , ou querendo ser um maniac, acho que as historias que a gente le la, sao MUITO INTERESSANTES. Tambem descobri que tem um “half marathon maniac” (mas nao sei o nome direito). Quando descobri te falo, porque acho que nessa voce vai se encaixar tb.

    1. Ganhar em dólar e morar nos EUA facilita o orgulho. 😀
      O Half Fanatics deveria ser mais difícil, já que fazer uma meia por fim de semana é a coisa mais fácil do mundo haha. Ainda mais se a pessoa morar nos Estados Unidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *