Blog do Enio

Mais uns minutos e outros segundos

Saiu ontem mais um treino, mais um nesse retorno gradual à corrida. Foi também o último antes dos 10 km da Tribuna em Santos no próximo domingo. Sobre a Tribuna falo mais amanhã. Hoje vou me ater ao treino de ontem, novamente na grama. O proposto era aquela caminhada básica de aquecimento, seguida de 4 repetições de 5 minutos, sendo os 30 segundos iniciais em Z2, mais rápido, e os 4 minutos e 30 segundos restantes em Z1, mais lento.

A denominação das zonas serve só para saber o nível de esforço, já que não tem ritmo pré-determinado. Como era de se esperar, a parte dos 30 segundos foi mais rápida. Já o tempo restante foi mais lento. A maior parte do fôlego ficaram nos primeiros segundos. Novamente, como venho fazendo, não deixei o ritmo na tela do Garmin. Foi na sensação, só correndo e prestando atenção se o joelho ia reclamar.

Felizmente, foi o melhor treino desde que retornei. Acredito que seja uma evolução contínua de sentir cada vez menos. Em alguns momentos, ainda me incomoda, mas é em um nível muito menor do que quando tive que parar. Até nem sei se essas dores mínimas que sinto agora são por causa do tempo parado ou são dores que antigamente sentia, mas não dava muita bola, já que o joelho tem o problema no menisco. Fico com essa dúvida.

Será que antes sentia dores e incômodos, mas julgava ser normal devido a saber que o joelho está ruim? Ou será que não sentia nada desse tipo? Não lembro. Sem muitas certezas, sigo monitorando o joelho. Gostei do treino de ontem. Inclusive, a parte final dele corri fora da grama, no asfalto e concreto, para chegar mais rápido em casa. Foi tudo normal. O que ainda não está bom é o ritmo da corrida contínua, mas não dá para ter tudo.

Por um lado, a bike ajudou no condicionamento e consigo correr já em ritmo abaixo de 5 min/km nos tiros curtos e beirando os 6 min/km nos mais longos. Por outro, ainda sinto falta do ritmo de jogo. Muito tempo parado prejudica um pouco os movimentos da corrida. Já não tenho a melhor das técnicas. Ficar sem correr piora a situação. No entanto, acredito que está melhorando. Os treinos de corrida continuarão a ser inseridos aos poucos. A exceção vai ser a Tribuna, 10 km contínuos. Depois, volto ao normal e, espero, sem nenhuma consequência ruim.

(Visited 24 times, 1 visits today)
Enio Augusto
Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.
https://porfalaremcorrida.com/blogdoenio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *