Mais dois pares de tênis

No começo de fevereiro, publicamos um vídeo no canal do YouTube do Por Falar em Corrida. Nele, eu falava dos meus atuais pares de tênis e pedia para o pessoal falar dos seus, para ver o que cada um usava, se variava marcas e tênis.

Entre tantos comentários falando dos seus tênis, alguns com uma lista enorme e outros com listas mais modestas, surgiu um do Luis Costa. Ele listou 18 tênis, a grande maioria da Adidas, fora os guardados, que ele compra em promoções.

Comentário vai, comentário vem, ele falou dos preços que pagou no outlet e fiquei impressionado com o valor baixo do tênis, alguns da Adidas comprados por R$ 129,00. Você imagina tênis da Adidas tão barato? Sempre me pareceu item mais raro do que água no deserto.

Dessa conversa, resultou que ele falou que tinha um tênis novinho tamanho 44, o mesmo que eu uso. Se eu quisesse, ele mandaria de presente, só precisava pagar o frete. Com toda sinceridade do mundo, falei que não é o tênis que eu compraria, tenho outras preferências, mas de graça até injeção na testa. Se eu fosse usar, ele mandaria. Se ele mandasse, prometi que usaria.

Passei os dados para ele e ficou por isso. Não imaginei que de fato ele fosse mandar. Eis que no começo de março chega e-mail dele dizendo que enviou antes do carnaval, mas que ainda não havia sido entregue pelos Correios. Caso ele não enviasse o e-mail, eu teria uma surpresa e tanto com a chegada dos tênis.

Depois de um tempinho parado nos Correios, dia 14 de março chegou em casa um pacote do Luis. Era uma caixa, até meio pesada. Imaginei o que seria. Sabe a surpresa que falei ali em cima? Ela foi dobrada assim que abri a caixa.

Ela não estava pesada à toa. Na caixa, havia dois pares de tênis, isso mesmo, DOIS. No início de tudo, não esperava um e chegaram dois. O Adidas Adizero Boston Boost 5 e o Adidas Adizero Adios 1. Ainda, dentro da caixa, veio um recado na tampa no lado interno. As fotos dos tênis e da mensagem estão no fim do post.

Os modelos são antigos, não são os últimos lançamentos da marca, mas quem se importa? São tênis novos. Já utilizei ambos em rodagens e o Boston Boost 5 encaixou melhor no pé. Ainda preciso fazer mais treinos com eles para ter uma ideia. Além disso, são bem legais para usar no dia a dia.

Depois que vi a mensagem do Luis no vídeo do YouTube, que ele me enviou dois tênis e que vi os treinos dele no Strava, entendi o porquê de tantos tênis. O rapaz corre mais de 100 km por semana. Na esteira! Da minha parte, só pude agradecer imensamente e exigir a conta dele para depositar o valor do frete. Ele não fazia questão, mas era o mínimo a se fazer.

Imaginem o quanto fiquei feliz com os tênis. O Por Falar em Corrida nunca recebeu tênis algum de nenhuma marca. Nunca pedimos e nunca fizemos questão. Se acontecer, que bom. Se não, azar. Segue a vida. Não vamos morrer por causa disso. Então, de repente, vem dois pares de alguém que nos acompanha. Foi muito legal. Assim como fiz no podcast, deixo um abraço para o Luis Costa. Muito obrigado.

Adizero Adios 1 (laranja) e Adizero Boston Boost 5 (verde)
A mensagem na tampa

Vídeo dos tênis que gerou tudo isso:

2 respostas a “Mais dois pares de tênis”

  1. Grande Ênio,
    Primeiro parabéns pelos tênis, e parabéns ao Luis Costa pela generosidade.
    Aproveito este post para falar sobre essa história de “lançamentos anuais de tênis” com supostas melhorias. Acho essa história um engodo do marketing. A maioria dos tênis que compro são modelos mais “antigos” (de um ou dois anos) e na minha opinião, são ótimos. Até porque as “atualizações” as vezes só servem para aumentar os preços. Os designers dizem “pegamos essa placa que fica no final do cadarço e o deslocamos para o meio do cadarço o que melhorou consideravelmente o equilíbrio do tênis facilitando a passada tornando o corredor mais rápido e menos propenso a lesões” e por conta dessa “atualização” aumentam R$ 200,00 (duzentas pilas) no preço do tênis. E o consumidor ávido por novidades vai lá e paga. Se o cara quer, blz, mas, pelo menos pra mim, dinheiro é bem difícil de ganhar. Minha última aquisição foi um Fila KR3 de R$ 300,00, tênis lançado em 2016, e o mesmo me surpreendeu positivamente. Acho até que esse assunto (“atualização” de tênis) poderia ser tema para um podcast, ou pelo menos um assunto para ser inserido num podcast que falasse sobre tênis.
    Pronto, desabafei…
    Um abraço, bons treinos e feliz aniversário antecipado!

    1. Obrigado pela mensagem e pelos parabéns, Fernando.
      O Luis foi mesmo muito generoso.
      Concordo muito com o seu desabafo. Não pode um tênis que já está na 30ª edição ser 30 vezes melhor que o primeiro.
      Alguma melhora pode ter se pegar o Kayano 1 do Kayano 23, por exemplo, ok, tudo bem, mas eu também não acredito nessas atualizações que encarecem os tanto os tênis.
      As empresas tem que vender e tentam empurrar isso para os consumidores. Alguns, geralmente os mais iniciantes, acabam acreditando e o ciclo continua.
      Se não sair um podcast sobre o tema, vai gerar no mínimo um debate com a leitura desse comentário em alguma edição.
      Grande abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *