Enio Diário

Longo de sábado

É bom utilizar os posts de segunda-feira para falar das corridas ou dos treinos do fim de semana. Ou de qualquer coisa que aconteceu no sábado ou domingo. Assim, já tenho um post na semana garantido. Faltam só mais quatro para manter a sequência. Falando sobre o fim de semana. No sábado, fiz o treino longo da semana. Não havia provas para participar. Era só treinar sábado e descansar domingo. O treino era do mesmo tipo que fiz há dois sábados. 16 km, sendo 6 km normal, 2 km forte, 6 km normal e 2 km forte. Os 2 km forte no ritmo da meia maratona sub 1h40 ou mais rápido. Pensava em seguir a mesma linha do treino anterior. Utilizar a Beira Mar de São José como local de treino.

Acontece que o sábado amanheceu com um vendaval. A temperatura estava boa. De acordo com o celular, 19ºC, mas vento sul de 19 km/h. Quando tem onda na Beira Mar é porque a coisa é forte. Não abortei o treino, mas modifiquei um pouco o percurso. Já sabendo da ventania que ia ser, saí da Beira Mar. Resolvi que iria até o Parque de Coqueiros. Diminuiria um pouco o vento contra, mas enfrentaria as subidas e descidas do percurso. São quatro na ida e quatro na volta. Já que não ia ser fácil correr com vento, por que não colocar umas subidas também, né? Desta vez, mesmo com as subidas, fui mais determinado a fazer um ritmo legal nos 6 km e tentando manter forte os 2 km. No dia da prova, vai ter alguma subida. Simular no treino algo pior pode ser uma boa ideia.

Foi legal que as duas parciais de 6 km saíram em 31:59 (5:20) e 31:29 (5:15). As do treino passado tinham saído em 33:10 (5:32) e 33:15 (5:33). As duas foram mais rápidas e em trajetos com subidas a todo instante. Já a parte dos 2 km foi pior em comparação com o treino passado. Fiz em 9:14 (4:37) e 9:10 (4:35) contra 9:13 (4:37) e 8:55 (4:28). Fui mais lento, mas mais constante, mesmo com as subidas. Durante essas subidas, sentia mais as pernas, às vezes “queimando”, um cansaço meio natural, e no 16º km senti um pouco a canela esquerda, mas não perdurou. De resto, tudo normal. O resultado final me agradou bastante. Espero que isso se reflita na meia maratona do domingo que vem.

(Visited 41 times, 1 visits today)
Enio Augusto
Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.
https://porfalaremcorrida.com/blogdoenio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *