Geral

Intervalado, enfim

Adiei, posterguei, planejei, enrolei, mas saiu! Ontem foi o primeiro treino intervalado do ano. Já estava na hora. Ainda estou bem fora do ritmo, mas julguei que já era adequado começar com os intervalados. Fiz o treino todo baseado na sensação de esforço. Normalmente, faria os treinos com o ritmo na tela para acompanhar cada aceleração. Como ainda era o primeiro e não estou nem perto da forma do ano passado, deixei na tela que registra os quilômetros.

Resumindo, no Garmin aparecia o tempo decorrido de treino e a distância. Olhava para o relógio só para ver se já tinha dado o tempo da série para apertar o lap. Em tese, seriam 4 repetições de 6 minutos forte, 2 minutos de trote, mais 2 minutos forte e outros 2 minutos de trote. Antes disso, um aquecimento de 15 minutos. Para não exagerar e também porque não me senti muito preparado, fiz só 3 repetições.

Fui pela sensação de esforço e até que deu certo. O ritmo médio das 3 séries de 6 minutos foi de 5:26, 5:21 e 5:11. Já, o ritmo dos 2 minutos ficou em 4:57, 4:56 e 4:43. Como o meu Garmin é o 10, não consigo programar treinos. Faço tudo manual no lap. Desta forma, fazer os intervalos por tempo é mais simples de controlar do que por distância. Gostei de ter feito progressivo e sem ficar olhando para o ritmo.

Apesar de saber que ainda estou longe do que gostaria, foi bom ver que o ritmo foi melhorando. Durante o treino, senti isso também. A partir da segunda série, estava mais solto, parecia que a corrida estava encaixando melhor. Não foi o melhor ritmo do mundo, mas foi o melhor possível para o momento. O importante foi começar. Tenho algum tempo até a Meia de Floripa, dia 12 de junho, para seguir com os treinos e com a esperada evolução.

Para registro, durante o treino fiquei com essa música na cabeça. Nunca corro com música, mas eventualmente toca alguma coisa no meu cérebro e eu nem sei bem por quê.

(Visited 59 times, 1 visits today)
Enio Augusto
Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.
https://porfalaremcorrida.com/blogdoenio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *