Blog do Enio

Fim de sequência e a chuva

Na última quarta, falei sobre a sequência de todo dia fazer alguma atividade física. No fim do post, ficou a dúvida até quando duraria. A resposta veio ontem. A planilha não previa nenhum treino, não tinha pilates e quebrei a sequência. Mantive ela por 25 dias, de 8 de julho a 1º de agosto. Até pensei em pedalar ontem para continuar, mas escolhi dormir.

Como só acordei no fim de tarde, já estava ficando escuro e tinha mais vento. Foi o suficiente para nem pensar muito e ficar em casa. Um dia sem nenhuma atividade também não é ruim. Hoje já voltei à rotina. Tinha treino de corrida. Curto, como tem sido. Só que teve também muita chuva, o que foi incomum.

A previsão dizia que ia chover desde o fim da noite de ontem até a manhã de hoje e ela acertou. Poderia ser uma chuva leve, daquelas que mais refresca do que molha, mas não. Era chuva chuva. Muita chuva. Um pouco de vento. Não eram as melhores condições. Ainda acordei uns minutos além do que deveria. Como não estava com vontade de fazer à tarde, fui na chuva.

Coloquei o tênis mais antigo, que não me importo tanto em molhar e fui. O treino previsto era de 4 x (2′ + 2′ trote + 1′ + 1′ trote). Contando com o aquecimento, daria pouco mais de meia hora. Quando começaram os tiros, estava até me sentindo bem para correr, leve, mas o ritmo abaixo do que gostaria. Olhava o relógio e ficava tudo na casa dos 5:20, 5:30. Achei até que poderia ser o sinal do GPS meio doido por causa do tempo fechado.

Na verdade, era só meu ritmo mais lento mesmo. Acredito que por causa do clima a minha vida foi um pouco dificultada. Era chuva o tempo todo, molhando tudo, os carros nas ruas passando nas poças para terminar de molhar o que a chuva não conseguiu, nada ajudava. Um pouco de vento contra. Não consegui correr em ritmo mais forte, mas a sensação de esforço era de algo bem mais pesado.

Decidi não ficar brigando com as condições e fiz no ritmo que dava. Na última série tentei fazer mais rápido, mas só consegui algo bom mesmo na derradeira aceleração de 1 minuto. O ritmo médio ficou em 4:30. Não foi o melhor dos treinos. O que dá para tirar de positivo de hoje é que cheguei todo molhado em casa e consegui fazer o caminho da porta até o banheiro sem molhar o chão. Planejamento e toalha são essenciais. Outra coisa boa foi o fato de ter saído de casa mesmo com chuva. Tomara que seja útil mentalmente para treinos e corridas no futuro.

(Visited 21 times, 1 visits today)
Enio Augusto
Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.
https://porfalaremcorrida.com/blogdoenio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *