Blog do Enio Enio Diário

A experiência da marmita

Nas últimas semanas, tive que almoçar no trabalho. Foram 3 semanas assim. As duas primeiras, não me planejei direito e não levei comida de casa. Aliás, dos 10 dias, só levei em um. O resultado disso foram gastos entre R$ 120,00 e R$ 135,00 nessas duas semanas. Foi aí que vi a falta que me faz um restaurante com buffet livre. E também foi o momento de perceber que tinha que levar o almoço para o trabalho.

Na terceira e última dessas semanas, fiz um planejamento melhor e, embora não tivesse uma variedade tão grande de alimentos, consegui levar comida para o trabalho todos os dias. Resultado: gastei R$ 0,00. A experiência da marmita foi bem sucedida. Até já tinha ideia de que seria, mas faltava vontade para organizar as coisas.

Essa vontade e disciplina aparecem logo que fiz as contas e vi o quanto estava gastando nos restaurantes. Até nem pegava tanta comida, mas o preço do quilo nos restaurantes estava quase sempre em R$ 39,90. Nessas semanas nos restaurantes, fiz questão de conhecer os que foram possíveis.

Tentei não repetir nenhum dia o restaurante e isso me fez ver que o preço não variava quase nada de um para o outro. Não como muito, mas também não passo fome. Todo dia era pelo menos R$ 20,00, em média. Ainda bem que na última semana fui de marmita e depois acabou o período de ter que almoçar no trabalho. Outra vantagem foi comer menos e não repetir, até porque não tinha essa possibilidade. Se pudesse dar uma dica, seria: tente levar comida de casa. O bolso e a fatura do cartão no fim do mês agradecem.

(Visited 40 times, 1 visits today)
Enio Augusto
Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.
https://porfalaremcorrida.com/blogdoenio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *