E-mail esquecido

Olá, amigos! Já estava na hora de retomar os textos aqui no blog. Viajei, fui candidato a vereador, corri, comi, bebi, engordei, enfim, em quase 4 meses longe do blog muita coisa passou. E hoje, no meu retorno, resolvi trazer para vocês um e-mail que nunca foi lido pelo Enio e pelo Guilherme no podcast Por Falar em Corrida, mas que agora vocês poderão saber o que escrevi a eles sobre a Meia Maratona de Pomerode.

Esse e-mail foi enviado no dia 1º de novembro de 2013, praticamente 3 anos de atraso!!! Segue o que foi escrito e nunca lido:

“Boa noite Enio e Guilherme e amigos do Por Falar em Corrida.

Segue meu relato de como foi a 6ª Meia Maratona de Pomerode. Saí de Curitiba no sábado pela manhã. Fiquei hospedado em Jaraguá do Sul, próximo a Pomerode. Aproveitei e levei a esposa e a minha filha de 4 anos.

Chegamos em Pomerode próximo a hora do almoço e já fomos retirar o kit. Foi montada uma pequena feira com produtos para corrida. Entrega dos kits bem organizada e sem filas, pelo menos na hora que fui retirar.

Tirei o restante do dia para aproveitar e conhecer a cidade com a família. Excelente passeio para quem tem criança, pois a cidade conta com um belíssimo zoológico e um parque temático (dinossauros) que abriu a menos de um mês. Diversão garantida para as crianças.

Mas vamos ao que interessa, a prova. Ao amanhecer do dia, o movimento já aumentava em Pomerode e para grande surpresa de todos o céu estava azul. A previsão era tempo nublado com possibilidade de chuva. Exatamente às 8h foi dada a largada para os 21 km e às 8h15 para os 6 km.

Corrida muito bem organizada com um percurso praticamente plano e postos de hidratação nos locais pré-determinados. Alguns postos de água estava quente e não tinha staff fazendo a distribuição, mas nada que pudesse atrapalhar a corrida. No percurso, vários moradores incentivando e também uma bandinha alemã tocava músicas típicas.

No 17º km, para quem quisesse, tinha um posto de hidratação oferecendo chopp aos corredores. Os dois últimos quilômetros foram os mais complicados. Foi modificado o percurso dos anos anteriores e duas subidas desafiaram os participantes. Terminei a prova em 1:57:00. Desisti de buscar bater o meu melhor tempo lá pelo km 16.

Digo a vocês que o maior desafio desta prova foi correr o tempo todo com um sol muito forte e com a temperatura em torno de 31°C, mas tudo isso foi recompensado com um excelente copo de chopp no final da prova. Essa corrida vale cada momento!!! Recomendo e com certeza volto ano que vem!

Mais sobre a prova no meu blog: http://www.tecnorunners.blogspot.com.br/.

Abraços”

Pois é, amigos! Esse foi o meu relato enviado aos dois fundadores deste site e podcast que hoje faço parte. O que nunca aconteceu, assim como a leitura, foi o meu retorno a essa prova maravilhosa, que um dia ainda pretendo correr novamente. A edição deste ano acontece no próximo dia 6 de novembro. Mais informações em http://www.correbrasil.com.br/meia-pomerode.

Boas corridas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *