Dicas

Culpa de corredor

Você já sentiu culpa por não correr? Do tipo de se pegar pensando coisas como “por que não corri hoje?” ou “eu deveria correr”? Acontece com todos os corredores. A culpa pode nos fazer sentir tão mal mentalmente como não correr nos faz sentir mal fisicamente. Mas talvez nós possamos usar a culpa a nosso favor. Entender o que ela nos causa pode nos ajudar a ficar preparados e lembrar de como nos sentimos quando não corremos.

Aqui estão alguns momentos que muitas vezes causam esse sentimento de culpa no corredor:

A recuperação pós-corrida
Você sabe que deveria correr alguns quilômetros um dia ou dois depois da sua corrida e você sabe que vai se sentir melhor se fizer isso. Mas, às vezes, as dores musculares e o cansaço substituem o senso comum.

Os feriados
Os horários se preenchem. Há confraternizações para ir, família para visitar, compras para fazer. Os dias são mais curtos e mais frios e às vezes é difícil lembrar como correr é importante para você e onde isso deveria se encaixar na lista das coisas do dia.

Um dia bonito
É um dia lindo com temperatura perfeita. Mas a vida fica no caminho, aparecendo com coisas que o impedem de desfrutar o dia da melhor maneira que você gostaria, ou seja, correndo.

Corridas pela manhã
Você se compromete a começar a correr no período da manhã para iniciar bem o dia. Então, chega 5h e nem mesmo um alarme de incêndio consegue tirar você da cama. Depois, você chega em casa do trabalho, exausto com as atividades do dia, desejando ter corrido de manhã

Você já sentiu culpa por não correr? Quando? E como evitar isso?

Link da matéria: http://runhaven.com/2015/01/02/runners-guilt-do-you/.

(Visited 124 times, 1 visits today)
Por Falar em Correr
Podcast sobre corridas de rua.
http://porfalaremcorrer.com

4 thoughts on “Culpa de corredor

  1. Eu SEMPRE me arrependo de não correr por algum motivo banal, acaba meu dia, meu humor vai pro saco e fico me martirizando o resto do dia e acabo fazendo o treino no dia seguinte, ignorando a frase “treino perdido é treino perdido”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *