Geral

Quando você vai correr e sabe que não poderia

correrAconteceu no último sábado e nesta terça-feira com este que vos escreve. O frio chegou, a temperatura está perfeita para correr, do jeito que eu havia pensado que estaria quando comecei a trabalhar à tarde. Este clima mais frio combina com acordar depois das 7 horas, quase depois das 8h e sair para correr sem ficar pingando de suor.

Aproveitando todo esse clima de outono, inverno, vai embora verão, decidi tentar correr no sábado. Não deveria, não poderia, mas fui mesmo assim. Sabe aquela coisa de que não dói mais nada e você quer fazer um teste para verificar até que ponto já melhorou ou não? Mesmo sabendo que deveria ficar em casa e esperar mais um pouco?

Foi o que eu fiz. O GPS demorou minutos para encontrar o sinal. Normal para quem estava sem ser usado há uma semana. Andei um pouco e aí comecei o trote. Aquele medo de que algo vai doer e só não sabemos quando. Melhor: esperamos que não doa. Fiz quase 1,5 km. Acho que foi por aí. Não sei exatamente porque não salvei a atividade no GPS.

Nem considerei um treino. Foi uma teimosia. A parcial de 1 km saiu a 5:41. Foi bem solto e tranquilo. Pode ter sido o frio ou só porque corri depois de uma semana. Gostei do ritmo. Depois, acelerei mais um pouco e ao primeiro sinal de uma mínima dor, parei e fui andando para casa. Conclusão: ainda não estamos 100%, mas parar antes de doer fez com que não sentisse nada após nem nos dias seguintes.

Hoje também saí para correr. Nem deveria, mas fui de novo. Pouco mais de 1 km é possível fazer sem nada incomodando. Corri 1 km bem a 5:10. Acho que não vai sair disso. O jeito mais fácil é aceitar que ainda não é o momento de voltar a correr. Parar por um tempo realmente, sem pequenas quebras no repouso para teste, já que o resultado dá sempre a mesma coisa: passou de 1,5 km, incomoda. Melhor esperar. O que são 60 dias ou algo parecido sem correr perto de 360, né?

(Visited 77 times, 1 visits today)

5 thoughts on “Quando você vai correr e sabe que não poderia

  1. Tá quase Enio, segura mais um pouco. Ontem fui correr e acho que amassei minhas unhas do pé direito, estão doloridas hoje. Acho que estou forçando demais a passada com o antepé. A ver e a perguntar pro treinador.

    Abraço!

    1. É, tenho que me segurar mesmo. Esses pequenos testes não estão ajudando em nada.
      Inclusive, acredito que a dor do peito do pé possa ter a ver com a passada do médio pé muito forte.
      Melhoras para nós! Mas para você acho que é mais simples. 😀
      Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *