Enio Diário

Correndo por tempo

Quando comecei a correr, era comum, quase uma regra, correr pela quilometragem. Colocava como meta correr 5 km ou 6 km e corria, não importava se rápido ou devagar, o importante era correr a distância pensada antes do treino. Vez ou outra, mudava de ideia, ficava empolgado ou mais cansado e aumentava ou diminuía o tanto que corria. Só que invariavelmente fechava o treino com os quilômetros redondos, fossem 5, 6 ou 8.

Isso começou a mudar em meados de 2012 quando estava treinando de verdade para a maratona. Comecei a correr por tempo e não mais por quilometragem. Aos poucos, fui adotando o treino por tempo para quase tudo. Os intervalados fazia por distância, tipo 400, 600 ou 800 metros. Como o Garmin 610 estragou, comprei o Garmin 10 e ele não tem como programar os treinos. É tudo manual.

No atual momento, todos os meus treinos são por tempo, desde as rodagens até os intervalados. O que pode acontecer é estipular uma distância mínima para correr, mas dentro de um determinado tempo. Algo como fazia nos longos do ano passado quando o objetivo era correr no mínimo 18 km sem passar muito da 1h40. Quanto menos, melhor. O que envolvia também estipular um ritmo médio para manter. Até que funcionou bem.

Se saio para correr 50 minutos, caso seja um dia de rodagem mais normal, tento correr pelo menos 8 km dentro desse tempo. Se for mais rápido, tento correr 9 km. Só que o foco é no tempo. Fiquei mais adaptado assim. Afinal, todas as coisas do mundo funcionam com base no tempo. Se correr 10 km ou 8 km em 50 minutos, tanto faz. O meu trabalho começa às 7h e não aos 10 km. Com isso, consegui controlar e planejar melhor meu dia e meus treinos.

Quando tenho 1 hora para correr, vou lá e corro. Se saísse para correr 10 km, poderia fazer 48 minutos ou mais de 1 hora. Varia demais e acaba com qualquer planejamento. O que notei é que nos intervalados por distância costumava correr mais rápido do que por tempo. Talvez por saber que vou correr uma distância fica mais fácil estipular um ritmo. Afinal, sei que daqui a 10 km o treino acaba. É algo mais concreto. Mesmo assim, gosto de correr pelo tempo. Ficou melhor para mim.

Vocês correm por tempo ou por distância?

(Visited 450 times, 1 visits today)
Enio Augusto
Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.
http://porfalaremcorrida.com/blogdoenio

8 thoughts on “Correndo por tempo”

  1. Eu tenho um pouco de dificuldade de correr por tempo. Tenho a impressão de que, quando corro apenas por tempo, posso dar uma relaxada diminuindo um pouco o ritmo.
    As minhas planilhas, sempre funcionam bem comigo quando uso distância e pace. Sei que na prática correr por distância x ritmo ou tempo x ritmo, da na mesma, mas não sei se é porque as provas são em distancia, se é por questão de costume ou outro fator que distancia funciona melhor pra mim.
    Abraço, bons treinos.

    1. Pelo que vejo, a maioria vai por distância.
      Para não relaxar, quando o treino exige um ritmo constante ou progressivo, estabeleço uma meta de ritmo médio a cada km.
      Dá quase na mesma, mas é um pouco diferente. Por tempo, sei que quando saio para correr 50 minutos, vou fazer 50 minutos, pode ser 10 km ou 8 km, mas são 50 minutos. Se saio para fazer 10 km, pode ser 48 minutos ou 1 hora, varia demais. Gosto de ter mais controle do tempo no treino.
      Bons treinos.

  2. Montei minha planilha por Kms também. Ainda não estou fazendo intervalados, focando os 2 treinos de qualidade no limiar. Mas realmente, durante a semana, as vezes atrapalha meu compromissos (levar filho na escola, ir trabalhar, etc).
    Abraço…

  3. No meu caso, vc já matou a charada, Enio. Tudo depende dos compromissos que tenho pós-treino. Durante a semana também treino antes de ir para o trabalho, mas no meu caso vou para a academia e alguns dias por semana corro na esteira, nestes casos sempre tenho uma meta de x minutos.

    No final de semana, minha meta sempre é “chegar até lugar tal e voltar”, ou dar “x voltas” em determinado percurso. Nestes casos, tenho uma estimativa de em quanto tempo quero fazer o percurso determinado, mas se não der tudo bem, o que importa é a distância percorrida.

    Em resumo, se eu tivesse a vida ganha só correria por distância. 🙂

    []s

    1. Legal. É mais ou menos como faço. Fim de semana é mais liberado.
      Só que acho que mesmo com a vida ganha ia preferir correr por tempo haha.
      Pode ser ilusão, mas sinto um controle maior para não me perder no resto do dia.

  4. Eu corro por distância ainda, tenho pouco tempo praticando o esporte e não tenho regularidade ou planilha, corro na base do: “eu acho” e do “vou tentar” .
    Por não ser regular na frequência meu volume de treino varia muito mas quase sempre faço os treinos longos no fim de semana, digo quase porque quem tem família tem sempre que dividir o tempo e como sou muito lerdo o longão toma quase o dia todo ahahahah
    Foi muito legal saber de seu treino e como você faz pois só agora tenho lido os blogs e vou tentando incorporar algo a mais no meus treinos.
    Abraço

    1. Com o tempo, a gente vai vendo qual a melhor situação. Para mim, funcionou melhor por tempo.
      De segunda a sexta estou por aqui falando minhas besteiras hehe.
      Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *