Enio Diário

Coração de galinha

Mais uma sexta-feira e mais uma vez saí para correr. Consideremos que esse meu mais anda do que corre é um treino de corrida. Assim, quando eu usar as palavras treino e corrida vocês já vão saber do que se trata.

Pois bem. Na quarta-feira fiz um treino como o de segunda, 3 vezes de 7 minutos correndo e 5 andando. Só que no fim da terceira série correndo, senti um leve desconforto no pé. Daqueles que a gente não sabem bem se é a dor que vai aparecer ou se é o psicológico. Como já estava no fim dos 7 minutos, logo comecei a andar.

Parece que não era nada de mais. A quinta foi sem nada incomodando e hoje fui de novo no anda/corre. Desta vez, como não estava tão frio, optei por começar com a caminhada. De repente, vai que aquece um pouco o corpo antes, né? Por causa de quarta, ainda tinha algum receio e modifiquei os tempos de corrida e caminhada.

Foram 4 vezes de 5 minutos andando e 3 minutos correndo, totalizando mais de meia hora de atividade. Como era menos tempo, tentei correr um pouquinho mais rápido. Nada muito absurdo. Foi na sensação de esforço e já na segunda série correndo estava sentindo que faltava fôlego.

No fim, em cada corrida fiz em torno de 500 metros. Os ritmos ficaram em 6:15, 5:50, 6:04 e 5:54. OLHA AÍ! Minhas primeiras parciais abaixo de 6 min/km desde que recomecei os treinos. Por enquanto, não dou bola para o ritmo durante o treino, mas depois, em casa, sempre vejo como foi e comparo com a sensação de esforço que tive no momento.

Não achei que os ritmos fossem sair tão baixos. A falta de fôlego me indicava outra coisa. Mais um treino feito sem dores. Seguimos a passos lentos, acreditando que um dia as coisas vão voltar ao normal. Sobre o título do post: hoje meu almoço foi o de sempre, com legumes e salada e a carne desta vez foram corações de galinha.

Aqueles pequenos, lindos, muito bons, sabe? Então, bem esses. Foi um bom almoço. Ainda, este título pode representar a minha atual falta de fôlego. Podemos dizer que meu coração está mais parecido com o de uma galinha. Prometo que vou tentar melhorar. Domingo deve ter mais treino. Como é fim de semana, pode ter bicicleta também. A maior certeza, porém, é que vai ter churrasco.

(Visited 151 times, 1 visits today)
Enio Augusto
Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.
http://porfalaremcorrida.com/blogdoenio

4 thoughts on “Coração de galinha”

  1. E aí Enio. O importante é o coração ser valente.
    Ps. Segunda feira a TV BRASIL vai apresentar um documentário em parceria com a TV Japonesa chamado “O Milagre do Corpo – Maratonistas” às 19h. E na sequência vem o PFC ao VIVO no YouTube (aí o trabalho é de vcs)

    1. Vamos rumo ao coração valente então. 😀
      Que legal! Gostei da dica! Vou compartilhar depois na página do PFC.
      Vou tentar assistir, mas a equipe já fica em estado de concentração com o ao vivo (sempre é uma tensão haha).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *