Consultando

Terça-feira foi dia de mais uma consulta. Desta vez, com outro médico. É sempre bom escutar mais opiniões a respeito do mesmo assunto. Às vezes, podemos ter uma outra visão. Ou podemos confirmar a informação. No meu caso, a segunda consulta para saber mais do meu joelho se encaixou na segunda opção.

Não tive nenhuma informação nova que mudasse o rumo das coisas. A única coisa diferente é que este médico falou que o processo de inflamação do joelho demora de 30 a 60 dias para cicatrizar. Então, ainda estou no período que pode estar cicatrizando. A dor e inflamação foi mais intensa no dia 2 de abril. Lá se vão 32 dias. Talvez por isso ainda tenha sentido dor no trote da última semana.

Por enquanto, continua tudo como está. A fisioterapia acaba amanhã e continuarei com bicicleta e pilates. Tentativas de atividades paralelas para manter o condicionamento, fortalecer e correr menos do que antes. Com tudo isso, o joelho deve sofrer menos, por estar com a musculatura mais fortalecida e ter menos impacto da corrida.

Essa é a teoria. Não sei bem se vai funcionar, mas vou levando assim até pelo menos a Meia de Floripa. Quero participar dos 21 km. Ainda dá tempo. A condição física está razoável, tudo depende mais é do joelho. Ele, aliás, é a incógnita. Se a dor continuar, aí não tem muito jeito, tem que operar. Melhor ficar sem uma parte do menisco do que ter ele incomodando.

Pelos relatos de amigos, conhecidos e dos médicos, voltar a correr depois da cirurgia é algo relativamente tranquilo. Caso a corrida com ele do jeito que está se torne inviável, vou operar. Com ou sem cirurgia, o certo é que o fortalecimento deve ajudar. Se não der muito jeito agora, para o retorno depois de uma possível cirurgia ajuda na recuperação.

O médico da consulta de terça me deu um remédio que ele mesmo falou que não tem comprovação científica que funciona, mas que algumas pessoas usaram e tiveram bons resultados. Um sachê com colágeno em pó. Como era amostra grátis e não tem gosto de nada, levei. Não acredito muito nessas coisas, mas estou na fase que tento de tudo que falam, desde que não tenha gastos.

Vai funcionar? Provavelmente não, mas pelo menos testei. Se funcionar, ainda que seja em modo placebo, já vai servir para alguma coisa. É uma relação que não tenho grandes desvantagens. Talvez o joelho acabe não sendo beneficiado, mas outras partes do corpo podem ser. Baseado na consulta e no período de inflamação, meu próximo trote deve ser na semana que vem. Não sinto mais dor nenhuma no dia a dia, mas correndo ainda carece de confirmação e testes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *