Coluna do Enio – Um treino de cada vez

A planilha de treinos chega e já mostra durante quatro semanas o que vou ter que fazer. Assim que a recebo, dou uma olhada geral, mas com foco principalmente nas terças e quintas, que são os dias de intervalado, e nos sábados, que é o dia do longão, para saber o que me espera.

Depois disso, colo a planilha no armário e vou tentando viver um dia de treino de cada vez. Quando olho para a planilha, às vezes o olho vai um pouquinho mais para o lado e já dá uma bisbilhotada no que vai ter na terça, mas o foco é sempre no dia atual.

Não adianta sofrer por antecipação, nem ficar pensando no que está por vir. É até melhor evitar. Nas segundas e quartas tenho apenas rodagens em ritmo confortável. Já é um alívio em comparação com os dias de intervalado. Só não é melhor do que o dia de descanso.

Geralmente, acordo pensando no que vai ser o treino do dia, seja intervalado ou rodagem normal. Quando termino o treino, risco aquele dia da planilha e, aí, começo a pensar no próximo dia de treino. Não adianta pensar nos 15 intervalados de 1’30” com intervalo de trote de 1’10” na quinta se ainda nem fiz a rodagem de 50 minutos da segunda.

Claro que é muito mais comum ficar pensando nos intervalados. A rodagem é tão, por assim dizer, tranquila, que de vez em quando me pego imaginando os tiros do dia seguinte. Tenho tentado evitar. Por partes, degrau a degrau, vamos em frente. Faltam menos de duas semanas para a Golden Four SP e é mentira que esteja pensando na prova todos os dias.

Conheça mais da Adriano Bastos Treinamentos Esportivo clicando aqui ou na imagem abaixo.

adriano bastos

Onde encontrar o Por Falar em Corrida:

Escute o Por Falar em Corrida:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *