Geral

Coluna do Enio – Férias de tudo, menos dos treinos

Estive (ainda estou) em férias do trabalho nos dez primeiros dias de julho. Férias de quase tudo, menos dos treinos. Férias até do site e da coluna. Tenho já uns três ou quatro temas e textos prontos na minha cabeça, mas nas férias deu preguiça de fazer qualquer coisa. Até nem sei se é uma boa ideia escrever mais de uma vez por semana no site. Tenho medo de ficar sem ideias no futuro e gastar tudo de uma vez.

Por enquanto, segue uma vez por semana. E nem vou usar um desses temas. Vou escrever sobre as minhas férias. Se houver um grande clamor dos leitores e da audiência, posso aumentar a periodicidade da coluna. Enfim, nas férias dá preguiça de fazer tudo, como havia citado ali em cima. Acorda tarde, treina a hora que acorda e não faz mais nada de muito produtivo.

Por compromissos e programações pessoais, tive que treinar três desses dias das férias mais cedo do que seria o normal. Dois treinos começaram antes das 7 horas e um começou às 5:35 da MADRUGADA. O que acontece, geralmente, é acordar depois das 7 horas, sem ajuda do despertador, fazer as necessidades e sair para correr.

Tenho certeza absoluta que não sou melhor nem mais guerreiro do que ninguém. Na verdade, sou pior e mais burro e estúpido. Onde já se viu sair nas férias tão cedo, no frio e na chuva? Pois bem. As férias servem para tudo, menos para parar de treinar. As férias dos treinos de corridas só vem depois da Golden Four SP (acho) e depois da Golden Four DF.

Nas férias, tive oportunidade de correr pela manhã todos os dias, meu horário preferido. Não sei se foi o tempo dormindo ou saber que estava de férias, mas a maioria dos treinos foi com muita preguiça. Nos dias sem compromisso, saí para correr a hora que acordei. No fim das contas, acredito que todos esses treinos vão servir para alguma coisa e me sinto mal se não treinar por motivos bestas, tipo CHUVA, VENTO ou PREGUIÇA.

No próximo sábado, vou participar da Meia Maratona de Pinhais e usar a corrida como parte do meu treino longo de 18 km do dia. Aliás, será o último treino da planilha. Estou chegando ao fim do terceiro mês de planilha. A próxima já vai ter na programação a Golden Four SP. Se não estou errado nas contas, faltam pouco mais de três semanas para a primeira prova alvo do ano. Temos metas e expectativas, das quais espero falar em alguma próxima coluna.

Conheça mais da Adriano Bastos Treinamentos Esportivo clicando aqui ou na imagem abaixo.

adriano bastosOnde encontrar o Por Falar em Corrida:

Escute o Por Falar em Corrida:

(Visited 285 times, 1 visits today)
Por Falar em Correr
Podcast sobre corridas de rua.
http://porfalaremcorrer.com

2 thoughts on “Coluna do Enio – Férias de tudo, menos dos treinos

  1. Enio, aposto que muitos desses temas surgem na sua cabeca quando voce esta correndo… mas nao tenha medo, certeza que voce nao vai gastar seu repertorio… manda bala antes que voce esqueca.
    Fiquei 9 meses desempregada e corria muito mais frequente do que hj… mas meu problema ‘e que acordava, comia, enrolava, esperava digestao, lavava a louca, lavava roupa… qdo vi, era meio dia. A burralda saia pra correr no sol do meio dia na testa, e ficava o dia inteiro com preguica de fazer qualquer coisa.
    Quando voce voltar a trabalhar, ai…. da uma saudade da ferias… no meu caso das ferias forcadas 🙂 a unica parte ruim era que nao tinha dinheiro pra me inscrever em corrida, nem comprar tenis, nem uma meia ahahah
    Mas agora vai. Voa Enio. Ninguem te segura. Nem suas ferias.

    1. Alguns surgem mesmo. O problema é que depois eu não anoto e acho que algumas coisas se perdem no caminho.
      Corri bastante também em 2012, no período sem emprego.
      Evito esses problemas todos acordando e saindo para correr. Comer deixo para depois do treino, se der fome.
      Realmente, as melhores férias são as remuneradas haha. Pena que elas sempre acabam.
      Agora tomara que vá!
      Obrigado pela mensagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *