Relatos de Corridas

Relato – Carlsbad 5000 – 03/04/2016

Relato de prova enviado pela Renata Mendes.

Resolvi correr a Carlsbad 5000 porque um colega me recomendou a prova e quando eu fui pesquisar descobri como ela era famosa e que tinha o título de “mais rápida do mundo“. Não titubeei. Achei um cupom de desconto e paguei 30 dólares, há quase um ano. Como Carlsbad fica a meia hora de casa, foi perfeito. Podia ir e voltar no mesmo dia.

A retirada do kit poderia ser feita no dia anterior ou no mesmo dia. O kit consistia de um número, uma camiseta bem legal e um chip descartável. Como não sabia se ia ter guarda-volumes e se o estacionamento era perto ou não da largada, meu marido ficou com minha camiseta, coloquei meu número e fui. Na verdade, também poderia retirar a camiseta depois da prova. O ticket da camiseta estava anexado ao número. Então, poderia correr e depois pegar a camiseta.

Mas tem tudo: guarda-volumes e estacionamento gratuito perto da largada, bem sinalizado e bem informado no e-mail. Para quem não tem carro, tem uma estação de trem pertinho e eles também informam por e-mail. A expo não era tão grande quanto eu achava que seria. Era ao ar livre e tinha algumas coisas interessantes, mas estava tão focada em bater meu recorde que não perdi meu tempo. Fui ao banheiro (vários banheiros químicos, sem fila. Prende o nariz, deixa o nojinho de lado e vai!). Falaram que teria água no começo, mas eu não vi e também não procurei. Tinha levado minha bebida e não queria arriscar nada novo.

A largada da minha começava às 8h43 e foi pontual (olhem a foto do Garmin). Temperatura perfeita, 15ºC, sol e um pouco friozinho, do jeito que nós corredores amamos. Fiquei no bolo da galera e, lógico, havia umas pessoas lentas na minha frente, com cachorro, com carrinho de bebê e eu desviando. Mas sem tumulto, sem problemas. Uma corredora caiu de boca no chão muito feio, na minha frente, e eu quase chorei. Então, pensei: “corre e não chora”.

O percurso vai e volta na orla da praia. Visual lindo e plano! E realmente é muito rápido. Perfeitinho pra bater recorde. Só não é mais perfeito por causa das curvinhas bate e volta. Ah, se fosse um retão… Tinha muita gente torcendo, mas eu não vi nada. Corri com fúria. Havia um posto de água no km 2,5, mas nem parei. O cansaço bateu no km 4 e achei que não ia dar. Mas deu! E baixei meu tempo dos 5 km para 25:29! Tirei quase 2 minutos do recorde anterior! Super inesperado e lindo! Recorde pessoal na prova de 5 km mais rápida do mundo! Claro que tudo isso não seria possível sem um treino planejado pela minha treinadora e sem disciplina.

Na chegada, estavam distribuindo água, Gatorade e laranja (com casca, tá? Sabe descascar laranja sem faca? Eu não. Ela está aqui na minha casa). Não sei se o Gatorade estava gelado porque não peguei, mas a água não. Ganhei uma medalha e nem olhei, saí cambaleando. Depois que fui ver as medalhas no Instagram e vi que a minha era diferente, dos “FIRST 250“. Detalhe: eu nem fiquei entre os 250 primeiros totais, mas, pela galera que passei (vi na curva quando voltava), realmente não tinha nem 100 na minha frente. Sei lá se eram os primeiros 250 da onda, se eles dividiam as medalhas por ondas ou como eles contam os 250 primeiros. Só sei que curti muito minha medalha!

No final, cerveja e rock’n’roll. Cada corredor ganhava dois tickets para duas cervejas. Como não bebo cerveja, os tickets ficaram comigo, no meu número. Também ouvi falar que a cerveja acabou, mas não sei que horas. Tinha uma banda muito boa, ouvi falar, mas fui embora. Estava morrendo de fome porque corri em jejum e bati dois ovos depois da prova!

Para quem quiser se inscrever no ano que vem, basta acessar http://runrocknroll.co/2017CBPresale.

Imagens da prova:

A recordista antes da largada com a melhor camiseta do mundo
Medalha, camiseta e número de peito da prova
Medalha comum
Um taco corredor
Largada extremamente pontual
Altimetria
(Visited 68 times, 1 visits today)
Por Falar em Corrida
Podcast sobre corridas de rua.
https://porfalaremcorrida.com

2 thoughts on “Relato – Carlsbad 5000 – 03/04/2016”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *