Blog do Enio

Cadarço

Fizemos o PFC 165 – ERROS COMUNS NA CORRIDA e nele falamos de alguns erros. Um desses era o não amarrar direito o tênis antes de sair para correr. O Guilherme, então, falou uma coisa que eu ainda não tinha pensado em fazer e que é bem útil. O que sobra do cadarço colocar no peito do pé embaixo do cadarço normal.

Assim, não fica nada solto, balançando, às vezes incomodando, e o risco de desamarrar é bem menor. Em treinos, sou muito mais relapso quanto a isso. Na maioria das vezes, dou um nó só e torço para não desamarrar. Quando o cadarço é muito grande dou o nó duplo e aí não desamarra de jeito nenhum.

Nas corridas, sempre me previno e faço o nó duplo. Nunca tive problemas. Em treinos é diferente. Já desamarrou várias vezes. Ocorre que depois dessa dica do podcast, passei a colocar o cadarço para dentro, mesmo com um nó. E não tive mais problemas com desamarração.

Sempre que lembro, nos treinos, antes de começar a correr, coloca as sobras do cadarço para dentro e pronto! Problema resolvido. Como não sou um especialista em nós, o que resolve minha vida basicamente e evita que o tênis fique desamarrado é: duplo nó e colocar o que sobrar para dentro. Não tem erro.

(Visited 72 times, 1 visits today)
Enio Augusto
Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.
http://porfalaremcorrida.com/blogdoenio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *