Geral

As duas sensações da corrida

sensações da corridaNo sábado, fui tentar fazer meu trote, torcendo para não sentir dor. Infelizmente, não deu certo e o resultado final não foi o esperado. Passei a semana parado e parecia que estava melhor. Só que no treino de sábado me foram proporcionadas duas sensações da corrida, refletidas na mesma expressão, mas com significados diferentes.

No começo do treino, foi tudo lindo. PUTAQUEPARIU! Que sensação boa estar correndo de novo. Sabe? Só correr e mais nada. É uma das melhores sensações. E no começo ainda estava sem dor. Então era aquela sensação de estar correndo depois de dias e sem dor. Era muito bom para ser verdade. Sim, era, mas o começo foi esfuziante. Quando a gente corre focando mais em treinar pode, por vezes, esquecer que apenas correr também é muito bom. Depende muito do momento. Atualmente, para mim seria já algo bem grandioso só correr.

No meio do treino, o céu começou a escurecer. PUTAQUEPARIU! Que sensação ruim sentir a dor de novo no mesmo lugar. Antes foi um PQP de emoção e felicidade. Depois, um PQP meio que de frustração. Ainda não estou pronto para correr. Só me restou voltar ao repouso. Essas foram as duas sensações que tive no sábado, expressadas com as mesmas palavras, mas com diferentes sentidos. Um dia volto ao correr sem essa dor, mas ninguém sabe quando.

(Visited 145 times, 1 visits today)
Enio Augusto
Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.
http://porfalaremcorrida.com/blogdoenio

5 thoughts on “As duas sensações da corrida

  1. Tamo junto, Ênio. Estou com dores há dois meses e sempre tentei voltar sem estar pronto (aí sentia essa mesma sensação de “puta que pariu”!). Não fui ao médico, mas me autodiagnostiquei com tendinopatia. Agora estou fazendo só academia e elíptico, mas nada de correr (pelo menos por uns dois meses).

    PS: Sem correr, parei inclusive de ouvir o podcast, porque seria tortura.

    1. Essas dores são uma porcaria. Ainda não fui também, mas pretendo ir para desencargo. Só que a data é tão na frente que até lá talvez a dor tenha passado (OREMOS).
      Agora advogando em causa própria haha, acredito que você deveria continuar escutando o podcast como forma de motivação. Ajuda no retorno à corrida. Dizem por aí. 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *