As dores da corrida

dores da corridaDepois de falar das sensações da corrida, hoje é dia de falar das dores da corrida. Há dores que dores que sentimos. Tem aquela dor, digamos, normal, que não atrapalha para correr, é só consequência de um treino mais forte ou do volume de treinos acumulado da semana. Essa é a dor boa, vamos dizer. Sim, tem dor que pode ser chamada de boa, principalmente essas musculares e tal. Há um limite para tudo e com o tempo vamos aprendendo quando é uma dor de cansaço ou psicológica para não treinar e quando é uma dor que não permite correr.

Confesso que gosto mais dessa dor do cansaço muscular. Quem não prefere, né? A dor que sinto atualmente não me permite correr sem incômodos. É aquela dor que fica ali perturbando o treino todo. Não vou dizer que me impede de correr. Se quiser, saio para correr e consigo fazer 5 km ou mais, mas não será uma corrida feliz, plena. Vai ser quase 100% do tempo com o peito do pé doendo, dizendo que tem algo errado. Essa é a dor ruim, aquela que ninguém gosta de sentir. Porque é ela que vai te fazer correr mal (se você for muito teimoso) ou vai ter deixar sem correr (se você for mais prudente).

Os 5 km da Run, Floripa! não foram tão doloridos. Participar de uma corrida foi mais simples. Manter uma sequência de treinamento não tem como. Desde o ano passado, com a rotura do menisco, sempre estive mais preocupado com o que poderia acontecer com o joelho e não com o resto. O que aconteceu? Desde então, alterei o jeito de correr e o corpo foi se adaptando. Joelho não incomoda e panturrilhas e tendões se adaptaram. As dores da corrida vem e vão, mas uma ficou, como mencionei em outro post: o corpo está em ordem, inclusive estou menos pesado do que no começo do ano. Tem só uma coisa errada, que dói e me atrapalha: o peito do pé esquerdo. É ele que está me impedindo de treinar com regularidade.

3 respostas a “As dores da corrida”

  1. Já tive essa dor no peito do pé também. Aliviei um pouco os treinos e logo passou. Eu até pensei que fosse por ter amarrado muito forte o cadarço do tênis, mas acho que não foi isso….rs.

    1. Também pensei nisso, mas acho que não é. Alivia quando não estou com tênis, mas mesmo com ele bem frouxo ainda incomoda.
      Deve ter sido algo pior. A parte de aliviar os treinos estou fazendo. 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *