Blog do Enio

As contas de bike

Falei semana passada que comecei a ir para o trabalho pedalando. Apesar da queda do primeiro dia, causada por motivos bestas, continuei. Vim sexta, segunda e hoje novamente. Venho em ritmo leve, bem tranquilo, sem fazer muita força. Estou demorando entre 25 e 30 minutos. A distância dá um pouquinho mais de 5 km.

Correndo talvez eu viesse mais rápido, mas tem a questão do suor e de não haver chuveiro no trabalho. Tem também o fato de eu não ter mais tanto joelho assim. Na ida, venho pedalando mais devagar, para suar pouco. Na volta, sempre vou um pouco mais rápido porque o destino final ou é restaurante ou casa.

Ida e volta ao trabalho dá quase 1 litro de gasolina. Da última vez que abasteci, paguei R$ 3,69. Com 22 dias de trabalho, seriam 22 litros, mais de R$ 80,00 de economia. Claro que nem todo dia será possível. Quando chove é perigoso, melhor não arriscar. Acredito, porém, que a maioria dos dias vou conseguir vir de bicicleta.

No fim das contas, acabo economizando um pouco e fazendo uns exercícios nas pernas. Não é muita coisa, dá uns 10 km, mas parece melhor do que ficar sentado no banco do carro. Claro que tem o risco de pedalar por aí. Os motoristas não são confiáveis. Eu também não sou muito, mas escolhi um percurso onde os carros quase não passam. Por enquanto, tem dado certo.

(Visited 20 times, 1 visits today)
Enio Augusto
Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.
https://porfalaremcorrida.com/blogdoenio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *