Anda e corre

Depois de ontem, depois daquele tempo todo correndo, hoje deveria ser um dia de folga. A programação do dia indicava que seria. Acontece que as coisas saíram de forma diferente e o provável dia de descanso se tornou uma manhã livre para a prática da corrida. Já estava com a minha cabeça pensando que não faria nada hoje.

No entanto, mudaram os planos. Apareceu a oportunidade para treinar e fui para a rua. Como ontem foram longos 34 minutos sem parar, achei por bem não exagerar. Fiquei no mais anda do que corre. Dei prioridade no treino de hoje à caminhada. Passei a maior parte do tempo andando. Quando corria, porém, tentava fazer um ritmo mais rápido.

Foram 5 vezes de 5 minutos andando e 2 correndo. Nessa série foram 35 minutos, mas ainda faltava um pouco de chão para chegar em casa. Então, fiz mais 2 minutos andando e o último minuto correndo. As médias correndo foram as seguintes: 6:43, 6:05, 5:38, 5:39, 5:48, e 5:43. Esta última foi só 1 minuto.

Percebam que o ritmo aumentou mesmo a partir da terceira repetição. No começo, talvez por ter um vento chato e ainda não estar no ritmo da corrida, fui muito lento. Não achei que tivesse sido tanto assim, para mais de 6:30. As parciais mais rápidas realmente senti que estava mais rápido. Correndo menos tempo sinto mais confiança para tentar ir mais rápido.

Quando o tempo correndo aumenta, sempre fica o receio de algo doer novamente. Hoje foram sensações de que algo poderia incomodar, mas ali no dedos do pé. Onde foi a tendinite estava tudo tranquilo. Pode ser coisa da minha cabeça, mas ainda não chegou o dia que vou correr sem medo de alguma possível dor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *