Relatos de Corridas

Maratona de Curitiba – 16/11/2014

Maratona Caixa de Curitiba
16/11/2014
Curitiba – PR – Brasil

Valor da Inscrição
R$ 95,00 – Maratona
R$ 80,00 – 10 e 5 km
Lata de leite em pó – caminhada 3 km

Retirada do kit
Na loja Procorrer, na quinta, sexta e sábado anterior ao evento. Durante quinta e sexta, a retirada foi tranquila pelos relatos. Já no sábado, muita fila e espera. Ficamos 1h20′ aguardando para retirar o kit. Tiveram até que fazer distribuição por senha. Pegamos a 838 e estava na 615. Essa foi a pior parte do antes, durante e depois do evento. Talvez a retirada pudesse ser em um lugar maior, com uma expo. Foi um espaço pequeno frente a tantas pessoas que foram lá. Ainda faltaram alfinetes no kit e as camisetas acabaram.

Kit
Para quem fez a maratona, camiseta, toalha, desodorante, meia, viseira e o número. O chip foi retirado no dia. Para quem fez 5 e 10 km, o kit veio sem viseira e meia.

Largada
Aconteceu no horário previsto. Primeiro, largaram os PNE’s, depois a elite feminina da maratona, em seguida a elite masculina junto com o pelotão geral. Meia hora depois teve a largada dos 5 e 10 km e da caminhada. Largada cedo, com 12º C.

Percurso
O percurso da maratona passa por 22 bairros e rende um bom passeio pela cidade. Tem bastante subidas e descidas, o que ao longo da prova, maltrata as articulações. Não é um percurso fácil, mas não é repetitivo. Os primeiros 6 km servem apenas para aquecer, pois o corredor sente que a prova começou a partir do momento que há o retorno para a avenida, onde a maratona e as corridas de 5 e 10 km se encontram. Do km 9 ao 11 é que deve haver cautela, já que é uma parte do percurso que tem pequenas subidas, sendo quase 2 km de falso plano, ou seja leve aclive, muito chato. Do início da prova até o km 26, tem muitos pontos com sombra, que acabam facilitando a corrida. Depois disso, as sombras são raras. Em dias de muito sol, como no dia da prova, o sol vai judiar e te deixar com um belo bronzeado de corredor. Do km 26 ao 29, é o trecho mais tranquilo da prova, talvez pelo fato do que está por vir após isso. A partir do km 30, principalmente em Curitiba, é um trecho que tem muitas subidas e o corpo já está bem cansado. O sol realmente judiou, fator que poderia ser amenizado com a entrega de esponja. Os 5 e 10 km, além da caminhada, ficam mais ao redor da largada no Centro Cívico. Algumas pequenas subidas e descidas. Nada que assuste. É possível fazer tempos bons nessas provas. (Colaborou Maurício Geronasso)

Hidratação
Água e isotônico em abundância. Na maratona, água a cada 3 km. Isotônico 4 postos. Ainda teve dois postos de apoio, no km 33 e no km 38, com balas de goma e coca, além de outros itens que foram muito úteis e ajudaram os corredores. O mais interessante é que esses pontos não foram feitos pela organização. No km 38, foi cortesia da loja Procorrer.

Distância
Nada a reclamar sobre as distâncias dos percursos. Caso alguém tenha notado algo de diferente, fique à vontade para colaborar.

Pós-prova
Uma área de dispersão enorme e um caminho um pouco extenso entre a chegada e saída do curral. Extenso, mas bem distribuído, para que ninguém ficasse obstruindo a chegada dos outros corredores. Primeiro, postos com água, depois isotônico, depois a medalha e no fim as frutas. Saindo do curral, ainda havia tenda de massagem para os atletas.

Medalha
A medalha teve o nome e ano da prova e também a fita personalizada. Muito bonita. Pena que eram todas iguais, para 3, 5, 10 e 42 km.

Concluintes
Total: 2628
42 km: 1468 – 1218 homens – 244 mulheres
10 km: 784 – 454 homens – 331 mulheres
5 km: 376 – 156 homens – 218 mulheres

Resultados

  1. Fred Kosgei Chesondin – 02:22:19
  2. João Marcos Fonseca – 02:22:22
  3. Saidi Juma Makula – 02:22:39
  1. Jacklyne Chemwek Rionoripo Woman – 02:49:12
  2. Conceição Oliveira – 02:53:54
  3. Adriana Sutil da Costa – 02:54:55Elize de Souza Geanesine – 01:41:39

Comentários finais
A Maratona de Curitiba foi um excelente evento. A entrega dos kits no sábado que realmente deixou a desejar. Outra coisa negativa a destacar também era a enorme presença de bicicletas, tanto no decorrer da prova quanto no fim. Nos outros quesitos, tudo pareceu acontecer de forma adequada e sem atropelos. Na arena da prova, tinha espaço da Gilette e uma tenda para tirar aquela foto que sai na hora. Outro ponto positivo é o apoio dos moradores. Na chegada, isso era muito evidente. Uma arquibancada na reta de chegada foi uma grande ideia. Não sei se é possível, mas se tivesse mais seria ainda melhor. Muita gente apoiando e aplaudindo. Como a reta é grande, desde que o atleta aparecia depois da rotatória, já era possível identificá-lo e apoiá-lo. As assessorias esportivas tinham um espaço bom para organizar suas tendas, perto da rotatória, pouco antes da reta final, por onde todos os corredores passavam. Se você participou da prova e acha que ficou faltando alguma coisa, comente ou nos informe, que vamos acrescentar as informações.

*Participou da prova? Concordou com a análise? Discordou? Quer acrescentar alguma coisa? Entre em contato ou deixe sua opinião nos comentários.

(Visited 231 times, 1 visits today)
Por Falar em Corrida
Podcast sobre corridas de rua.
https://porfalaremcorrida.com

7 thoughts on “Maratona de Curitiba – 16/11/2014”

  1. Só complementando: fui retirar kit no sábado- fui direto do aeroporto para o local, quase 2 horas de espera e meu kit veio incompleto (o atendente me alertou antes, dizendo q organização iria entrar em contato comigo – to aguardando) – Não tanto pelo item, mas sim, pela má organização. P/ quem vem de fora, é desgastante ficar quase 2 horas esperando.
    No dia da prova: no final, próximo a linha de chegada, muita bicicleta e pedestres atrapalhando corredores, sob a passividade dos staffs

    1. Verdade. No meu kit faltaram os alfinetes e depois parece que as camisetas acabaram. Acrescentei isso e a parte das bicicletas no texto. Havia me esquecido. Fiquei vendo a chegada dos atletas durante 50 minutos e tinha MUITAS bicicletas.

  2. Oi queridos corredores,
    Muito legal o relato do Maurício e sua conclusão na prova e ouvi tb o podcast, bem humorado.

    Só falando sobre o percurso:
    >> do 29/30 (na curva da marechal até o 31 onde está o final do primeiro viaduto): ali é retão seguido de subida forte, precisa mesmo de uma estratégia bem feita. Não dá para ficar sem suprimentos. Senti falta tb da esponja, embora eu creia que foi substituído pela quantidade de água suficiente e copos de isotônicos a mais que ocorreu nesse ano. E quem não usa sua água para tb se refrescar? Penso que hidratação é muito mais importante.

    >> do 36/37 (frente da fábrica swedish match no Rebouças até final do segundo viaduto 38/39. Trecho duro pra caramba, até para passar por uma linha de trem que existe logo a frente fica complicado.

    Acho que a torcida merece um agradecimento e tanto. Percebi muito mais pessoas na rua nos apoiando; ouvi até meu nome algumas vezes das mesmas pessoas que iam de um ponto ao outro nos incentivar. É bem provável também que, os que até então eram apenas torcedores, no último domingo estavam na qualidade de corredores. Ao longo dos 42, não se via ninguém correndo sozinho. Ou seja, eu acho que Curitiba foi pra rua 🙂

    Acredito que o movimento “vem pra rua” teve sua notoriedade: Criar Vínculos de Socialização de Pessoas e Integração de Comunidades Bairros, PROMOVER SAÚDE, Paz nas Torcidas. https://www.facebook.com/events/281825202026058/317879651753946/?notif_t=plan_mall_activity (Glacymar Rodrigues)

    É isso aí! Dani.

  3. Gostei muito da corrida, mas faltam informações para quem é de fora e não conhece o percurso, ainda mais porque o mito de ser uma corrida difícil tensiona um pouco. Um folheto informativo no kit resolveria. Cheguei e retirei meu kit no sábado e foi bem tranquilo. Um ponto que precisa ser debatido para conscientizar as pessoas é a quantidade de bikes acompanhando atletas, inclusive alguns até cruzando a linha de chegada. Mas a prova tem muitos mais pontos positivos que negativos. Valeu minha 4a Maratona!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *