Um plano


O plano para os 5 km da Maratona de Santa Catarina era bem simples: correr a distância abaixo de 25 minutos. Porém, nem tudo sai como a gente quer. Em condições normais, acredito que teria chance de fazer. Não seria simples, nem fácil, mas era bem possível, como Brusque mostrou.

Só que domingo vou correr com o Mizuno Wave Sky, tênis que chegou para o Por Falar em Corrida. Ele é mais pesado do que todos os tênis que tenho. Preciso testá-lo e nada melhor do que usar em uma corrida onde pretendo correr forte, para tentar fazer tempo. O tênis chegou na terça à noite e não estava contando com isso.

Outro fator que pode me atrapalhar um pouco é que devo correr com a câmera para fazer filmagens durante a prova. Eu e o Guilherme estamos revezando e agora é minha vez. Correr com tênis novo, do tipo que não estou acostumado, e ter que ir com a câmera podem ser obstáculos na direção de um bom tempo.

De toda forma, vou tentar chegar o mais perto possível do sub 25. Espero também que a corrida realmente tenha 5 km. Ou talvez seja melhor até não ter. Vai que a distância está certa e não consigo por causa dos motivos citados. Ficarei pensando em como seria caso fosse diferente. São só hipóteses. Domingo vou ver o que acontece.

(Visited 33 times, 1 visits today)

Sobre Enio Augusto

Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *