Treinando

Voltei de Vitória e ontem já foi dia normal de treino. Acordei cedo e fui para o fartlek. Em princípio, tinha a ideia de fazer intervalados de 1 km, mas as pernas não pareciam plenamente recuperadas. Só que eu queria fazer algum treino de velocidade para sair da zona de conforto. Não é nada muito rápido, mas já serve.

Fiz o aquecimento de 14 minutos e decidi começar com acelerações curtas, mas curtas mesmo. Foram 5 de 30 segundos, com intervalo trotando de 30 segundos. Após isso, resolvi aumentar e fiz 5 de 1 minuto, com intervalo trotando também de 1 minuto.

Quando terminei a de 1 minuto, pensei em fazer de 2 minutos, mas o ânimo não estava muito propício para um esforço com duração maior do que isso. Então, voltei para os 30 segundos. Mais 5 repetições, mas tentando ser mais rápido. Terminada essa sequência, fiz mais 5 de 1 minuto.

Para finalizar, depois disso tudo, fiz 1 km forte, para tentar correr abaixo de 5 minutos. Era o objetivo final do treino. Apesar da velocidade cair no fim, consegui ficar o tempo todo abaixo da meta. Em termos de ritmo, foi um bom treino, mas ainda não me vejo ou sinto confiança para correr forte por muito tempo.

Os treinos continuam porque quero melhorar. Ainda precisa diminuir o peso e aumentar a velocidade. Dia 26 de março tem a 15K Floripa e vou participar da prova solo, ou seja 15 km, uma distância que não corro desde a Volta da Pampulha. Terminar melhor do que os 10 km da Corrida da Ponte em Curitiba é o objetivo.

Enio Augusto

Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *