Relatório de setembro

relatorioMais um mês chega ao fim. Desta vez, posso postar o relatório no último dia do mês porque não teve treino hoje. Setembro passou e foi um mês muito bom de treinos. A evolução que começou na metade de julho só melhorou. As rodagens aumentaram, tanto em tempo quanto em distância, e o ritmo ficou mais constante. Também ficou um pouquinho mais rápido. Ainda tive alguns intervalados e treinos que me tiraram da zona do conforto. Alguns por conta própria, outros por forças externas. Não vou dizer que já corro totalmente sem medo, mas a confiança aumentou muito.

Setembro teve os mesmos dias de treino que agosto, mas foi muito mais produtivo. Fora que setembro tem 1 dia a menos, então a porcentagem de treinos no mês foi maior. Dos 30 dias do mês, foram 23 dias de treinos e 7 dias de descanso. Deu mais de 76% do mês correndo. Total de 163,40 km em 16:37:05. As médias foram de 7,10 km, 43:21 e ritmo de 6:06 min/km. Foi o segundo mês em que mais corri. A tendência é que outubro seja ainda melhor.

Ainda em setembro participei da Global Energy Race, uma prova que me fez correr em um ritmo mais rápido do que o usual. Em outubro, tenho apenas uma prova na agenda por enquanto: os 10 km na Track&Field Run Series Florianópolis. O mês de setembro me fez correr de forma mais natural, quase esquecendo que um dia senti dor. Ainda tomo meus cuidados, mas me sinto menos preso. Não sei se outubro vai chegar perto do mês de março, o melhor do ano até então, mas acredito que possa ser tão bom ou melhor que setembro. É só conseguir manter a regularidade.

Enio Augusto

Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.

2 comentários em “Relatório de setembro

  • 01/10/2016 em 16:01
    Permalink

    Voce acha que a temperatura altera o rendimento? Seria legal uma coluna com a temperatura media dos treinos

    Resposta
    • 01/10/2016 em 21:24
      Permalink

      Tenho certeza que sim, mas nesse nível atual que estou influencia pouco, já que estou só rodando.
      Eu tentando me livrar dos TOC’s e você sugere isso haha. Vou pensar na hipótese. 😀
      Agora instalaram um termômetro na Beira Mar. Ainda não treinei com mais de 20ºC, mesmo já sendo primavera.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *