Palmilha

Nesse retorno pós-lesão a partir de julho, adotei um novo procedimento nos treinos e corridas. Em todos os tênis em que foi possível retirar a palmilha, eu tirei. Só não consegui tirar em um Adidas e no Piranha. De todos os outros consegui. Desde então, os treinos são com os tênis sem palmilha.

Já li muita gente falando que corre sem e tal. Uns falam que correm sem meia também. A meia eu não consegui correr sem. Quase todos os tênis tem costuras internas que não permitem que a corrida aconteça normalmente. Depois do treino sempre aparecia algum machucado no pé. Sem a palmilha deu tudo certo. É uma forma de tirar essas coisas a mais que colocam nos tênis. Em alguns casos, o tênis ficou mais confortável e parece até que aumentou o espaço interno.

Fica também mais minimalista. Pouca coisa, mas fica. Tem um contato mais direto com o solo. A palmilha não me parece algo realmente necessário e importante. Posso estar errado e ter problemas mais para frente. Por enquanto, porém, tudo vai muito bem. Alguns calos no pé, mas nada de anormal. Vou seguir assim, testando e prestando atenção nos sinais que o corpo manda.

Aumentei os minutos e os quilômetros das rodagens, já fiz alguns intervalados, corri em ritmo mais forte na Global Energy Race e os pés não reclamaram. Espero que continue assim. Por via das dúvidas, deixei todas as palmilhas no armário. Vai que um dia preciso delas novamente, né? Ou vai que doo o tênis daqui uns anos. Aí é bom doar ele completo. Você se preocupa com a palmilha? Corre com ou sem?

Enio Augusto

Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.

4 comentários em “Palmilha

  • 28/09/2016 em 13:30
    Permalink

    Caraca Enio, eu tb pensei em tirar a palmilha de um tenis meu, até usei um dia sem elas, mas não tive coragem de correr, pensei que ia machucar meus pézinhos…
    Agora que você me deu coragem pra correr com eles sem palmilhas, farei esse teste.

    Resposta
    • 28/09/2016 em 14:27
      Permalink

      É tentativa e erro. Se funcionar, continua. Se incomodar, volta. É assim que faço. Testa e vê.

      Resposta
  • 21/10/2016 em 13:26
    Permalink

    Boa tarde Enio..
    Treino a algum tempo já com um par de Pumas FAAS 300 v4 e Sketchers GoRun 2… ambos são ótimos para mim para treinos até 15km.. dali pra frente, provavelmente devido a minha estrutura grande, apesar de não ser gordo, mas meus 1,86 e 87kg começam a sobrecarregar meus joelhos. A um bom tempo já também que utilizo técnica de pisada de meio pé e as vezes ‘forefoot’ também. Enfim, adquiri um par de Asics GT 2000 4 para treinos mais longos, porém, como estou acostumado a menos amortecimento e mais responsividade, senti o GT meio, digamos, mole demais. Já me ocorreu esta ideia de usar sem palmilha, e agora, depois de ler o seu relato, vou fazer um teste com o meu GT. Acredito que a dose de amortecimento vai ficar exata retirando a palmilha, sem contar que uma meia duzia de gramas a menos no peso também =)

    Grande abraço.

    Resposta
    • 21/10/2016 em 13:50
      Permalink

      Oi, Vinicius.
      Faça o teste. De repente, fica bom e até melhor para correr. Só vamos saber testando mesmo.
      Eu tinha um GT 2000, mas aí conheci tênis mais leves e ele se tornou pesado. Doei este ano.
      Depois conta se deu certo a experiência.
      Puma e Skechers ainda estão na minha lista de tênis para comprar.
      Abraço!

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *