Blog do Enio Enio Diário

O último longo

source link No domingo, fiz meu último treino longo. Não sei exatamente quando vou conseguir fazer um longão novamente. No momento, não sei nem quando vou conseguir correr. O joelho com problema no menisco começou a dar sinais de incomodação há algumas semanas. Como ele já não é 100%, fui levando até onde deu. Alguma coisa sempre estava diferente ali. Então, enquanto conseguia andar, correr e viver normalmente, não me importava muito.

follow link A última semana foi mais complicada, especialmente depois do 15K Floripa. O incômodo e a dor aumentaram em níveis de ficar ruim até de andar. Com o dia de descanso, a situação melhorava, mas depois de domingo não teve mais jeito. Parei de correr porque não tinha mais condições. Foi o último treino de corrida que fiz e não sei bem quando vai ser o próximo. Pelo menos, fica o registro de que estava tendo alguma evolução.

O treino de domingo foi o primeiro longo da planilha da TIME. Consistia em correr um pouco mais de 16 km, só que não de forma contínua. Eram 3 km de trote, depois mais 3 vezes de 3 km em Z2, que é um ritmo moderado. A cada 3 km, 90 segundos de trote. Em seguida, 3 vezes de 1 km em Z2 acelerando, o que seria um pouco mais acelerado. Cada intervalo desse era seguido de 60 segundos de trote. Por fim, 1 km de trote.

ginseng buyers in new brunswick Consegui fazer as 3 repetições de 3 km em 16:51 (5:38), 16:51 (5:37) e 16:44 (5:35). Consegui melhorar um pouco a cada repetição. Quando fiz os de 1 km tentei fazer mais rápido e saiu 5:10, 5:13 e 5:01. Todas fiz ficar olhando para o ritmo da volta no Garmin. Deixei na tela a distância e o tempo e o relógio apitava a cada quilômetro. Era por isso que me baseava. No fim, saiu um treino de 16,25 km em 1h35. Foi um ótimo treino, parecia ser um sinal de que as coisas estavam melhorando.

Na parte final do treino, não sentia nada no joelho. Parecia perfeito. Só que logo depois que parei já vi que tinha algo errado ali. A perna ficou mais travada, ficou ruim de andar, foi um domingo bem arrastado. Dali em adiante, não consegui mais correr. Pelos testes que vinha fazendo, até poderia correr, já que durante a corrida as dores vão sumindo, mas o resultado após não é muito bom. Por enquanto, nada de correr. Por coincidência, meu último treino do ano até que as coisas melhorem, e também último treino longo, foi no dia do meu aniversário, domingo, 2 de abril.

(Visited 31 times, 1 visits today)
Enio Augusto
Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.
http://porfalaremcorrida.com/blogdoenio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *