O que teve até agora


Desde que voltei aos treinos depois da Meia de Floripa, a cada semana e a cada mês as coisas foram melhorando e os resultados aparecendo. O foco ficou nos 5 km mesmo. Tenho gostado bastante de treinar para a distância. Os treinos são mais curtos, embora quase sempre intensos.

Pode ser preguiça ou medo do joelho doer, não sei bem qual dos dois tem mais influência. O volume é menor, em tese ajuda o joelho. Só que a maioria dos treinos é com intensidade, intervalados, o que não seria muito bom para o joelho pelo impacto. Penso que o fortalecimento é parte importante disso.

Desde que voltei, fiz várias corridas. Para ter ideia, das 15 do ano até agora, 11 foram depois da Meia de Floripa. Algumas para tempo, outras para diversão e treino. Dessas para tempo, aconteceram 5 de 5 km. Consultei as anotações e houve uma melhora gradativa. Confere aí embaixo.

02/07/17 – 26:32 – Circuito das Estações Inverno SP
20/08/17 – 24:33 – Meia Maratona de Brusque
17/09/17 – 24:32 – Circuito das Estações Primavera SP
15/10/17 – 22:46 – Corrida Pela Paz
05/11/17 – 22:27 – Circuito Athenas SP

Quanto mais treinei e me preparei, mais os tempos foram baixando, inclusive sendo os dois últimos recordes pessoais. Não sei se a próxima de 5 km para tempo vai manter o padrão e ser menor do que a anterior. Vou tentar, mas fica cada vez mais difícil. A princípio, são 2 ou 3 corridas de 5 km até o fim do ano para tentar melhorar o recorde pessoal.


Sobre Enio Augusto

Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *