Blog do Enio Enio Diário

O dia dos 15 km

http://sclarita.com/wp-json/oembed/1.0/\"http:\/\/sclarita.com\/2016\/05\/25\/a-problem-of-symmetry-new-sheriffs-station\/embed\/\" Temos que aproveitar quando o planejado sai como previsto. Apesar de a previsão do tempo indicar um clima tendendo ao chuvoso, o treino de sábado de manhã foi com sol. Porém, diferente de tantos outros sábados deste ano, não estava quente. O calor infernal não se fazia presente. Os termômetros da rua e o do Garmin Connect não chegaram aos 20ºC. Ou seja, a previsão do tempo não errou por completo. Tanto é que o domingo foi totalmente nublado com chuva em momentos do dia.

watch Até fui dormir mais cedo na sexta para acordar cedo no sábado e ainda dormir bastante. Já que semana que vem tem o 15K Floripa e vou correr os 15 km, sábado era o dia de simular a distância. Acabou que simulei também o horário de largada, já que comecei o treino às 7h06. Acredito que no domingo a temperatura vai estar perto do que foi no sábado. O percurso não deu para simular, mas a Beira Mar de São José e as ruas da cidade são planas como a Beira Mar Norte, onde será a prova. Para não me sabotar, fiz um percurso maior, usando as ruas do bairro e acabei pegando umas subidas leves também.

Meu único objetivo era correr 15 km abaixo de 1h30, o que dá um ritmo médio menor do que 6 min/km. Para o treino, era isso que eu queria. Comecei bem devagar. O 1º km nos treinos quase sempre é tipo uma volta de apresentação, para aquecer. Depois, já no 2º km a coisa engrenou. 5:45 e em seguida 5:48. Aproveitando o bom momento do início do treino, o 4º km saiu em 5:45 e o 5º a 5:39. O 6º e o 7º km tiveram as subidas leves no caminho e ficaram em 5:47 e 5:53, respectivamente. Nos dois quilômetros seguintes, voltei ao ritmo padrão do treino. 8º km em 5:46 e 9º km em 5:48.

A partir dali, as pernas começaram a sentir. Ainda não tinha corrido mais de 12 km este ano e não neste ritmo. O 10º km ficou em 5:57 e o 11º em 5:56. O ritmo caía e o sinal de alerta acendeu ao fazer 6:00 no 12º km. Não iria desistir e resolvi me dedicar mais nos últimos 3 km. Mesmo cansado, sempre dá para fazer mais. O km 13 saiu em 5:42, o km 14 em 5:38 e o km 15, último e derradeiro, saiu a 5:29. Ufa! Consegui fazer o último quilômetro ser o mais rápido do treino. Ainda teve mais uns minutos para fechar o treino com 1h30.

O resumo do longão de sábado ficou em 1h30 de treino, com 15,38 km percorridos, em um ritmo médio de 5:51 min/km. Todos os objetivos pretendidos no treino foram alcançados. O momento não é de fazer um longo tão rápido. Ainda estou me adaptando a correr maiores distância. A velocidade vem depois, eu acho. O treino serviu para mostrar que os 15 km do domingo serão abaixo de 1h30, a menos que algo muito errado aconteça. Se no treino consegui com alguma tranquilidade, na corrida devo conseguir também.

(Visited 54 times, 1 visits today)
Enio Augusto
Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.
http://porfalaremcorrida.com/blogdoenio

2 thoughts on “O dia dos 15 km”

  1. Acho engraçado comentar que o dia estava agradavel com os termômetros batendo 20 graus.
    se fosse aqui, grande maioria nem saia de casa e quem saísse ia todo empacotado. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *