Mulher que correu quatro maratonas durante a gravidez tem filho no dia das mães


Nada mantém Cassidy Jones longe da sua quilometragem diária. Nem mesmo quase 14 quilos de peso extra de um bebê. Durante a gravidez, Jones, que vive em Monterey, Califórnia, com seu marido e sua filha de dois anos de idade, correu todos os dias. E isso incluiu quatro maratonas.

Em agosto do ano passado, quando ela tinha acabado de saber que estava grávida, Jones era ritmista para quem pretendia correr sub 4 horas na Maratona de Pocatello em Idaho. Seu tempo registrado foi de 3:59:39.

Em novembro, com aproximadamente 14 semanas de gravidez, ela correu a Maratona de Chickamauga Battlefield na Geórgia em 3:44:17. Mesmo com a gravidez avançando, seus tempos não ficaram mais lentos. Ela completou a Maratona de Houston, em janeiro deste ano, com 25 semanas de gravidez, em 3:56:16.

Embora Jones, de 30 anos, tivesse tempo de qualificação para se inscrever na Maratona de Boston, ela optou por não correu a prova que aconteceu no dia 20 de abril. Ela não queria ter o bebê em uma cidade estranha. Em vez disso, Jones ficou perto de casa e correu a Maratona Internacional de Big Sur no dia 26 de abril, com 38 semanas.

Nesta última maratona, ela teve que diminuir um pouco o ritmo e terminou a prova em 5:21:41, cerca de duas horas mais lento que o seu recorde pessoal. No entanto, Jones adorou a experiência. “Parecia que eu era celebridade por um dia. Vários corredores pediram para tirar uma foto comigo ou apertar minha mão. Também inspirou outros corredores a continuarem correndo se eles estavam andando quando foram ultrapassados por mim”.

Jones corre desde a faculdade. Ela incentiva mulheres a continuar correndo durante a gravidez, desde que, é claro, seja confortável para elas. O médico dela era a favor dela correr quando estava grávida. Da sua experiência, Jones conta que as pessoas podem ficar em forma mesmo grávidas. Muitas vezes, as mulheres que se mantém em atividade facilitam o trabalho de parto.

Claro que se você nunca correu uma maratona, não é quando descobre que está grávida que vai decidir participar de uma maratona. Não se deve ir além da zona de conforto. O mais importante é ouvir o corpo. Depois de quatro maratonas em nove meses, Jones finalmente alcançou à linha de chegada da gravidez pela qual estava esperando às 00:44 do dia 10 de maio, dia das mães. Ela deu à luz a um menino, Whitcomb Orville, de quase 3,60 kg

Quando Jones chegou ao hospital no dia anterior, a notícia de sua participação na Maratona de Big Sur rapidamente se espalhou pelo hospital. Todos a conheciam como a mulher da maratona. A enfermeira que ajudou no parte era uma maratonista que correu em Boston e várias maratonas Entre uma contração e outra, elas conversavam sobre maratonas, o que ajudava a distrair Jones. Ela ficou em trabalho de parto por aproximadamente quatro horas, mais do que geralmente demora para correr uma maratona.

Link da notícia: http://www.runnersworld.com/newswire/marathon-mom-gets-a-mothers-day-delivery.

Notícia comentada no PFC 96 – Ironman.

Onde encontrar o Por Falar em Corrida:

Escute o Por Falar em Corrida:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *