Dias indolores 2


Os últimos dias foram bem animadores. Estou chegando quase ao ponto de correr naturalmente, sem preocupação com passadas e jeito de correr. Saio de casa para fazer as rodagens e simplesmente corro. Vez ou outra ainda vem o medo e o receio de doer algo, mas isso diminui a cada treino. Estou conseguindo desenvolver a corrida cada vez melhor.

Estava esperando por esse momento. Sabia que não ia correr sempre tomando todos os cuidados possíveis e prestando atenção a cada passada. Só não sabia bem quando ia acontecer. Deveria ser naturalmente e parece que o estou chegando nesse ponto. Hoje corri tranquilamente e poucas vezes me lembrei que um dia doeu.

Foram 48 minutos correndo sem problemas, sem dores, de um jeito que parecia bem impossível há dois meses. Continuo mantendo aquela média perto de 6:15 min/km. As rodagens são bem confortáveis. Em alguns momentos, acelero um pouco, mas no geral fica sempre neste ritmo. Por enquanto, é assim que vai ser. Pretendo aumentar alguns quilômetros e minutos nas próximas rodagens, mas correr mais rápido vai ficar para outubro, se tudo continuar bem.


Sobre Enio Augusto

Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 pensamentos em “Dias indolores