9ª Corrida de Rua Cidade de Angelina – 02/12/2017


corrida de angelinaA 9ª edição da Corrida de Rua Cidade de Angelina aconteceu no dia 2 de dezembro. Obviamente, o evento foi em Angelina. Estive lá por mais um ano. Não consegui participar de todas as edições, mas quando é possível sempre estou na Corrida de Angelina. Corri em 2010, 2011, 2013, 2015 e 2017. Em 2014, estive em Angelina lesionado, fui para fazer a transmissão ao vivo do Por Falar em Corrida com o Guilherme.

Este ano, mantendo a tradição dos anos anteriores, iniciada em 2013, novamente corri fantasiado de vaquinha. Em 2017, a corrida foi organizada pela ACORSJ. A cidade é pequena e a corrida segue o mesmo padrão, mas os participantes diminuíram com relação a 2015, último ano em que o Renato organizou a prova. Desde lá, em 2016 e 2017, houve uma queda no número de concluintes. No entanto, continua sendo uma corrida acolhedora, onde sabemos que vamos encontrar os amigos.

A concentração do evento se dá em frente à Igreja Matriz de Angelina, situada na praça Nicolau Kretzer, área central da cidade. A entrega dos kits aconteceu das 13h às 16h no dia da corrida e a largada dos 5 km e 10 km foi às 16h30. No kit veio camiseta, número de peito e chip. Escolhi participar dos 5 km porque não queria passar muito tempo correndo vestido de vaquinha.

A previsão era de chuva, mas ela não apareceu. Tinha até sol e estava um pouco abafado em alguns momentos. Nada que atrapalhasse tanto correr com uma fantasia. Larguei atrás e corri a prova toda junto com o Nilton. Fomos em um ritmo bem tranquilo, conversando e interagindo com o pessoal, como vocês podem ver na cobertura que está no fim do post.

Fui tão despreocupado que na hora de arrumar para sair de casa esqueci de colocar o Garmin. Separei tudo que iria usar, mas acabei deixando o relógio. Foi uma corrida na sensação de esforço. No esforço de correr sem o GPS. Ainda bem que o Nilton levou o dele e não fiquei tão às cegas. A cada quilômetro, o Nilton ia dizendo como estava o ritmo.

Terminamos a corrida de pouco mais de 5 km (5,16 km) em 30:10, ritmo médio de 5:51 min/km. Achei bem razoável. O percurso de Angelina é cheio de subidas e descidas, umas mais inclinadas, e em quase nenhum momento se corre no plano. Quando fica plano, não tem muito asfalto. No fim da prova, água, frutas e refrigerante. Muito melhor do que isotônico, ainda mais quando um dos refrigerantes é a Pureza.

Foram 170 concluintes no total, sendo 79 nos 5 km e 91 nos 10 km. A diminuição de corredores que falei no começo em números. Ano que vem, porém, como será a 10ª edição, o Renato pretende assumir de novo a organização da corrida. Espera-se que mais pessoas participem, além de tudo o que envolve a estrutura da corrida feita pelo idealizador de tudo.

Depois da corrida, acompanhamos a premiação. A Ana e a Andressa chegaram em 4º lugar e subiram no pódio para receber o troféu. A Ana fez 5 km e a Andressa 10 km. Após a premiação, a merecida recompensa. Primeiro, um bolo. Em seguida, batata frita, bacon e queijo com os amigos. Não teve jantar, mas teve encontro pós-corrida com comida e conversa, que é sempre muito legal.

A Corrida de Angelina é muito legal. A cidade fica a 65 km de Florianópolis, demora cerca de 1 hora para chegar. Cidade acolhedora e que você vai gostar de visitar e correr por ela. Apenas algumas operadoras de celular funcionam. Tudo contribui para o ambiente de interior, embora eu preferisse ter internet o tempo todo. Se estiver por Santa Catarina no fim de ano, a Corrida de Angelina pode ser uma boa opção.

Relato do Eduardo Hanada

Cobertura da Corrida de Angelina:

Garmin

Fotos da Corrida de Angelina:

(Visited 12 times, 1 visits today)

Sobre Enio Augusto

Começou a correr em 2008. Não estava acima do peso, mas descobriu que gostava de correr. Parecia simples e fácil. Corre mais por teimosia do que por algum talento natural. Sonha em correr mais rápido e acha que um dia vai chegar lá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *